Vietname

Geografia
País do Sudeste Asiático. O Vietname ocupa a parte oriental da península da Indochina e tem uma área de 329 560 km2. É banhado pelo golfo da Tailândia, a sudoeste, e pelo mar da China Meridional, a sul e a leste, e faz fronteira com a China, a norte, o Laos e o Camboja, a oeste.
As principais cidades são Ho Chi Minh (ex-Saigão), com 3 452 100 habitantes (2004), a capital, Hanói (1 420 400 hab.), Haiphong (591 100 hab.) e Da Nang (459 400 hab.). Ocupa uma área estratégica entre a China e a península Malaia, pois é uma das vias marítimas e aéreas mais frequentadas do mundo. O Vietname é drenado pelos rios Vermelho e Mekong. As duas planícies fluviais estão separadas por uma faixa central montanhosa que sempre dificultou as comunicações entre o Norte e o Sul. Ao longo de toda a sua história, os Vietnamitas sempre estiveram ameaçados pelas cheias do rio Vermelho, cujas águas retidas por diques permitem a irrigação e obtenção de duas colheitas anuais de arroz. As regiões de maior altitude são cultivadas durante as monções de maio e novembro, enquanto as regiões baixas produzem uma colheita de inverno, depois de as águas do rio terem baixado. Na área central do Vietname são os rios pouco extensos que descem das montanhas, fornecendo a água necessária à irrigação e os sais minerais que permitem produzir cinco colheitas de arroz em dois anos. O Sul do país apresenta características idênticas às do Norte, mas a paisagem é muito diferente. As terras banhadas pelo rio Mekong são, em grande parte, pantanosas.

Clima
Tem um clima tropical de monção.

Economia
A república do Vietname tem uma economia baseada na agricultura, na nacionalização dos fatores produtivos e na criação de cooperativas. Há falta de infraestruturas porque ficaram danificadas com os bombardeamentos. A partir de 1986, o governo começou a dar sinais de maior abertura ao exterior permitindo o funcionamento de empresas privadas. Nesta altura o Vietname iniciou-se na exportação de arroz, café, chá, cana-de-açúcar e borracha. A atividade pesqueira no mar da China Meridional é, depois da cultura do arroz, a mais importante para a economia vietnamita. Este país também se dedica à exploração mineira de carvão, fosfatos e crómio. A maioria das indústrias encontra-se no Norte (alimentares, têxteis, fiação de algodão e seda, cimento), e é aqui que se verifica a maior pressão demográfica que o governo tentou solucionar transferindo uma parte dos habitantes para as regiões montanhosas centrais. Os principais parceiros comerciais do Vietname são o Japão, Singapura, a Coreia do Norte, a Coreia do Sul e Taiwan.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 0,6.

População
A população vietnamita era, em 2006, de 84 402 966 habitantes - o que corresponde a uma densidade populacional de 253,48 hab./km2 - dos quais cerca de 21% viviam em cidades. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 16,86%o e 6,22%o. A esperança média de vida é de 70,85 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,700 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,687 (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 105 763 000 habitantes.
Os naturais do Vietname representam 87% da população, havendo também etnias menos numerosas como os Tho (1,8%), os Hoa (1,5%), os Tai (1,5%), os Khmer (1,4%) e os Muong (1,4%). O budismo e o tauismo são as religiões mais seguidas. A língua oficial é o vietnamês, mas também são falados o inglês, o francês e o khmer.

História
O Vietname foi oficialmente unificado em julho de 1976, depois de um estado de guerra prolongado (um dos maiores conflitos do século XX) e de se ter encontrado dividido, entre 1954-75, primeiro militarmente e mais tarde politicamente, nas repúblicas independentes conhecidas como Vietname do Norte e República do Vietname, ou seja, Vietname do Sul. Até à Segunda Guerra Mundial, este país era praticamente desconhecido, mas é mais antigo que os reinos franceses, ingleses e espanhóis. Os primitivos vietnamitas eram um povo mongólico proveniente da China Meridional que se fixou na bacia do rio Vermelho há mais de 2000 anos quando o Sul era dominado pelos povos Cham e Khmer. Só no século XVII os vietnamitas avançaram para Sul. Esta migração foi limitada com a chegada dos franceses, em meados do século XIX. Estes fizeram investimentos no país, já em 1920. Desenvolveram a agricultura e a extração mineira, criando uma ideia de aparente prosperidade que, no entanto, servia apenas para enriquecer a classe burguesa francesa. As injustiças sociais iriam mais tarde desencadear os movimentos nacionalistas. O Vietname esteve em guerra durante quase meio século. Em 1940, ainda colónia francesa, os japoneses invadiram o país e foram derrotados em 1945. Os nacionalistas, chefiados por Ho Chi Minh, evitaram a restauração do domínio francês. Os franceses retiraram-se em 1954, depois da batalha de Dien Bien Phu, mas o país ficou dividido em dois por acordos internacionais. O Norte, comunista, iniciou uma luta de 20 anos contra o Vietname do Sul com o objetivo de reunificar o país.
A partir de 1975, as forças vietnamitas combateram no vizinho Camboja onde derrubaram o regime comunista dos Khmers Vermelhos de Pol Pot, instalando no poder um governo pró-vietnamita. O país continua a manter um pesado exército que intervém na vida da nação. Depois desta intervenção, a Europa de Leste foi a única fonte de auxílio externo que o Vietname recebeu.
Em 1995 o governo comemorou 20 anos sobre a vitória comunista em Saigão. Um capitalismo emergente desperta da longa noite de guerra e faz esquecer os tempos que passaram. O país registou uma das maiores taxas de crescimento económico do mundo (9,3% em 1995), assente na refinação do petróleo, na construção automóvel e no turismo. O Vietname é hoje um destino turístico apetecível, também para os americanos.
Como referenciar: Vietname in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 06:02:17]. Disponível na Internet: