Vincent Price

Ator norte-americano, Vincent Leonard Price Junior nasceu a 27 de maio de 1911, em Saint-Louis, e morreu a 25 de outubro de 1993. Filho dum rico fabricante de doces, fez durante a adolescência diversas viagens pela Europa, onde se apaixonou por Arte. Em 1931, licenciou-se em História de Arte pela Universidade de Yale, tendo viajado para Londres nesse mesmo ano para se matricular num curso de Belas-Artes da universidade londrina. Fez teatro na capital inglesa e, em 1937, regressou aos EUA para trabalhar na Broadway ao lado de Helen Hayes na peça Victoria Regina, que foi um estrondoso sucesso. Não demorou a ser convidado para trabalhar nos grandes estúdios de Hollywood, tendo feito a sua estreia como protagonista da comédia Service De Luxe (1938). O filme foi um fracasso comercial e as diversas tentativas para implantar Price como herói romântico falharam rotundamente. Nos seus filmes seguintes, assumiu a faceta de ator secundário, nomeadamente em Tower of London (A Torre de Londres,1939), Hudson's Bay (A Baía de Hudson, 1940), The Song of Bernadette (A Canção de Bernadette, 1943) e Laura (1944). Gradualmente, Price foi construindo a reputação de intérprete secundário, mas imprescindível ao sucesso de uma grande produção. Desempenhou com mestria a figura do Cardeal Richelieu em The Three Musketeers (Os Três Mosqueteiros, 1948) e foi um barão do gado em The Baron of Arizona (1950). O seu filme mais popular de sempre marcou também a sua primeira incursão no género de terror: House of Wax (1953), filmado em três dimensões, em que Price desempenhou a figura de um escultor que, após ver o seu atelier destruído pelo fogo, procura a vingança, utilizando vítimas humanas como figuras de cera. A sua pose aristocrática aliada à sua voz aveludada e sinistra tornou-o no ator perfeito para protagonizar filmes de terror.
Foi ainda um dos muitos nomes que compuseram o elenco de luxo de The Ten Commandments (Os Dez Mandamentos, 1956), onde desempenhou o papel do arquiteto egípcio Baka. A partir daí, iniciou uma sólida carreira no género de filmes de terror, participando em The Fly (A Mosca, 1958) e nos célebres títulos realizados por Roger Corman e inspirados em obras de Edgar Alan Poe: House of Usher (A Queda da Casa de Usher, 1960), The Pit and the Pendulum (O Fosso e o Pêndulo, 1961), Tales of Terror (A Maldita, o Gato Preto e a Morte, 1962), The Raven (O Corvo, 1963), The Haunted Palace (1963) e The Tomb of Ligeia (O Túmulo de Ligeia, 1964). Outros clássicos do terror foram The Abominable Dr. Philbes (O Abominável Dr. Philbes, 1971), onde interpretou a figura de um médico perturbado pela morte da sua mulher que jura vingar-se dos médicos que não a conseguiram salvar, e Theatre of Blood (Matar Ou Não Matar, Eis a Questão, 1973), em que desempenha um ator shakespeariano que assassina os críticos que arrasaram com a sua peça. Em 1975, decidiu retirar-se do cinema, tendo escrito diversos livros de culinária, apresentado programas televisivos e atuado em anúncios publicitários. Voltou ao cinema nos anos 80, limitando-se a emprestar o seu carisma a filmes de baixo orçamento como The Monster Club (Clube dos Vampiros, 1980) e House of the Long Shadows (A Noite das Facas Longas, 1983). Em The Whales of August (As Baleias de agosto, 1987), surpreendeu o público com a sua sóbria interpretação dramática de velho conde russo. Despediu-se do cinema com Edward Scissorhands (Eduardo Mãos de Tesoura, 1990) no papel de inventor. Minado por um cancro do pulmão, faleceu na sua mansão em Los Angeles em outubro de 1993, poucos meses depois de ter rodado uma participação especial no telefilme Heart of Justice (1993).
Como referenciar: Vincent Price in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 21:49:57]. Disponível na Internet: