Violeta Chamorro

Política nicaraguense nascida 1929. Iniciou-se na política em 1978, após o assassinato do seu marido, Pedro Joaquín Chamorro, pelo Governo ditatorial do país. Apoiada pelos EUA, Violeta candidatou-se às eleições presidenciais pela União Nacional de Oposição (UNO), derrotando Daniel Ortega em 1990. A Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN), não satisfeita com os resultados eleitorais, retomou a luta armada, dando início a uma escalada de violência que agravou os problemas sociais e só terminou com um acordo em 1994. Em 1997, abandonou a presidência da Nicarágua.
Como referenciar: Porto Editora – Violeta Chamorro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-07-29 23:48:37]. Disponível em