W. Somerset Maugham

Escritor e dramaturgo inglês, de nome completo William Somerset Maugham, nascido em 1874, em Paris, na França, filho de pais ingleses, e falecido em 1965, em Inglaterra.
O pai trabalhava na embaixada inglesa em Paris e até aos dez anos William Somerset Maugham viveu em França, tendo o francês como primeira língua. Aos dez anos ficou órfão e foi enviado para Inglaterra para viver com um tio.
Estudou Medicina em Londres e tornou-se médico aos 23 anos, embora tenha abandonado esta atividade quando começou a fazer sucesso como escritor. No mesmo ano em que se licenciou, lançou também o seu primeiro romance, Liza of Lambeth, sobre mulheres grávidas. A Man of Honour, em 1903, foi a sua primeira peça de teatro a chegar aos palcos.
Em 1907, obteve o primeiro sucesso como autor de peças de teatro com Lady Frederick e, logo no ano seguinte, quatro das suas peças estiveram em cena simultaneamente na zona do West End, em Londres. Nessa década e na seguinte escreveu mais algumas peças, algumas delas comédias, que se tornaram bastante populares, permitindo ao autor viver da escrita.
Em 1915, editou o romance Of Human Bondage, um dos poucos que ao longo da sua carreira conseguiu convencer os críticos, tal como viria a acontecer, em 1944, com The Razor's Edge (O Fio da Navalha).
Somerset Maugham lançou, em 1919, o romance The Moon and Sixpence, onde conta a história do pintor Paul Gauguin, que fez bastante sucesso junto do público, embora não tivesse convencido a crítica literária da época. O mesmo se passou em 1930 com Cakes and Ale. Entretanto, em 1921, havia lançado o livro de contos Treambling of a Leaf, onde constava Rain, que viria a ser uma das suas histórias mais apreciadas. Aliás, William Somerset Maugham viria a destacar-se também como contista.
Na autobiografia que lançou em 1938, The Summing Up, referiu que a crítica o via sempre como um escritor de segundo plano. Mais tarde, referiu que só pretendia contar histórias de uma forma simples e acessível e lamentou que isso não fosse considerado positivo pelos meios intelectuais.
Somerset Maugham trabalhou também como espião para os serviços secretos britânicos quando, em 1917, disfarçado de jornalista, acompanhou a Revolução Russa. Contudo, devido à sua saúde débil, depressa regressou a Inglaterra. Desta experiência resultou o romance de espionagem Ashenden; Or The British Agent.
Como referenciar: W. Somerset Maugham in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-18 07:56:02]. Disponível na Internet: