William Hanna

Desenhador e animador norte-americano, William Hanna, nascido a 14 de julho de 1910, em Melrose, nos Estados Unidos da América, e falecido a 22 de março de 2001, em Los Angeles, foi o fundador, juntamente com Joseph Barbera, dos estúdios Hanna-Barbera, responsáveis pela criação de personagens como Tom & Jerry, Flintstones, Jetsons, Zé Colmeia e Scooby-Doo.
William Hanna, filho de um casal de libaneses, estava a estudar jornalismo e engenharia na universidade quando ocorreu, em 1929, a Grande Depressão, o que o obrigou a ir procurar emprego. Começou a sua carreira no mundo da animação a colorir negativos de filmes nos estúdios Harman-Ising, onde ao fim de um ano já era chefe do departamento de desenho e pintura.
Em 1932 acompanhou Leon Schlesinger, também da Harman-Ising, quando este fundou os seus próprios estúdios. Também aqui rapidamente chegou a chefe do gabinete de pintura. Logo em 1933 dois dos produtores da empresa tornaram-se produtores independentes para começarem a trabalhar para a MGM, tendo levado Hanna para integrar a equipas deles.
Em 1936, Hanna realizou o seu primeiro filme de desenhos animados, intitulado To Spring, e, no ano seguinte, foi contratado pela MGM, que deixou de trabalhar com produtores externos. Ainda em 1936 a MGM contratara Joseph Barbera, que viria a iniciar com William Hanna, dois anos mais tarde, uma dupla de grande sucesso. O primeiro trabalho conjunto estreou em 1940 e intitulava-se Puss Gets the Boot, da dupla de heróis Tom & Jerry. Tratava-se de uma curta-metragem de animação. Ao longo de 17 anos os desenhos animados de Tom & Jerry conquistaram sete Óscares de curta-metragem de animação.
Em 1955, Hanna e Barbera passaram a dirigir o departamento de animação da MGM que, contudo, só sobreviveu durante dois anos. William Hanna, sem sucesso, tentou criar então uma empresa com o animador Jay Ward. Mas, ainda em 1937 voltou a associar-se a Joseph Barbera, tendo a dupla fundado a H-B, mais tarde Hanna-Barbera Productions. A especialidade da empresa era produzir filmes de animação de custos reduzidos através de técnicas simples e baratas. Dentro desse plano, surgiu em 1960 a série "Os Flintstones", traduzida para mais de 80 línguas.
No final da década de 60, a Hanna-Barbera tornou-se no estúdio de animação televisiva mais bem sucedido dos EUA graças a programas como "The Flintstones", "The Jetsons", "Jonny Quest", "Zé Colmeia" e "Scooby-Doo, Where Are You!".
Como referenciar: Porto Editora – William Hanna na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-19 10:08:59]. Disponível em