William Makepiece Thackeray

Escritor inglês, William Makepiece Thackeray utilizou os pseudónimos Charles James Yellowplush, Michael Anelo Titmarsh, George Savage Fitzboodie e Théophile Wagstaff, entre outros.
Thackeray nasceu em Calcutá, na Índia, então uma colónia britânica, a 18 de julho de 1811. Filho único de Richmond Thackeray, que trabalhava para a Companhia das Índias Orientais, foi enviado, dois anos após a morte deste, que ocorreu em 1815, para Inglaterra. Aí estudou em Charterhouse e no Trinity College, em Oxford, que abandonou sem ter conseguido obter um diploma, em muito devido à sua paixão pelo jogo, que lhe arrebatou uma boa maquia da sua herança de vinte mil libras, uma enorme fortuna nesses tempos. No início de 1830 visitou a Alemanha, tendo passado cerca de um ano em Weimar, onde chegaria a conhecer Goethe.
Durante os anos de 1831 a 1833, Thackeray estudou Direito no Middle Temple, em Londres, mas sem grande entusiasmo. Nesse último ano, uma série de investimentos falhados levar-lhe-iam o resto da fortuna pessoal. Seguiu então estudos de Belas Artes em Paris, em 1837, que se revelaram infrutíferos na realização do talento que o autor demonstrava também no desenho e na caricatura, e regressou a Londres, onde deu início a uma carreira de jornalista esforçado. Casou em 1836 com Isabella Shawe, uma desafortunada rapariga irlandesa, de quem teve três filhas. A primeira, Anne Thackeray Ritchie (1837-1919), tornou-se escritora. Os seus textos impressionistas causaram impressão em Virginia Woolf, que lhe rendeu um retrato em Night And Day como Mrs. Hilbery.
Thackeray começou a contribuir regularmente para edições periódicas, como a Frazer's Magazine, o Morning Chronicle, a New Monthly Magazine e o Times. Os seus escritos foram atraindo as atenções, sobretudo na revista humorística Punch, onde satirizava o snobismo inglês, com tiradas do género "Snob é aquele que malvadamente admira as coisas más". Em 1840 Isabella Thackerey foi vítima de um colapso nervoso, do qual nunca conseguiu recuperar, embora tivesse sobrevivido a Thackerey em trinta anos.
Nessa década, Thackerey começou a ganhar fama como escritor. Em Vanity Fair (1847-48), demonstrava um retrato panorâmico da vida das altas esferas em Inglaterra, e criava uma das mais fascinantes personagens imorais de sempre, Becky Sharp. O vasto panorama satírico de uma sociedade materialista centra-se em Becky Sharp e Amelia Sedley, duas amigas num colégio interno, cujos destinos são contrastados através de uma série de peripécias que vêm, no fundo, comprovar a opinião que Becky tem de si própria: "Eu até que podia ser uma mulher bondosa... Se tivesse umas cinco mil libras ao ano.".
O livro não só lhe trouxe prosperidade como fez dele um escritor estabelecido. Com a conclusão do romance em parte autobiográfico The History Of Pendennis, em 1850, a sua reputação aumentou, não só como escritor, mas também como conferencista, bastante popular na Europa e Estados Unidos da América. Em 1851 apresentaria uma série de conferências, Humoristas Ingleses do Século XVIII, que chegaria a repetir nos dois anos seguintes no continente americano.
Uma enorme paixão pela mulher de um grande amigo dos tempos de Cambridge, Jane Brookfield, terá tido consequências importantes. Assim, em 1853, a par com a rutura no seu relacionamento, apareceu, em três volumes a obra The History Of Henry Esmond, que não pôde deixar de refletir o período melancólico da vida do autor.
Em 1860 tornou-se o primeiro editor da Cornhill Magazine, revista para a qual escreveria Raundabout Papers (1860-63), Love The Widower (1860), e The Adventures of Philip On His Way Through The World (1862), obra que revelaria que na fase final da sua carreira, Thackeray parecia ainda mais desiludido com a cultura contemporânea. O protagonista, Philip, não se consegue adaptar a um mundo que não partilha do seu conceito de masculinidade.
Na véspera de Natal de 1863, Thackeray teve morte súbita. Aos seus restos mortais foi concedida a honra de jazer na Westminster Abbey.
De todos os escritores cuja ficção tem sido fundada na perceção da comédia da vida, nenhum outro terá sido recebido com mais adversidade do que Thackeray. A versatilidade da sua obra, como romancista, ensaísta, crítico e humorista, poderá causar algumas dificuldades na formação de um juízo coerente sobre a globalidade do seu desempenho. Satírico e sentimentalista em simultâneo, conseguiu combinar com exatidão as contradições e variações da comédia, como um espectador de minúcias e observador das peculiaridades da vida quotidiana, o que lhe terá dado a popularidade como criador refinado, nas proporções generosas da construção da sua obra, e na variedade e realismo das suas personagens.

Como referenciar: William Makepiece Thackeray in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 10:44:42]. Disponível na Internet: