Yama

Deus da Noite, da Morte e do Inferno, é um juiz dos homens e um rei do mundo oculto, habitando num lugar celestial envolto em luz no mais remoto lugar do céu. É, para os hindus, o primeiro homem, sendo equivalente a Adão no Cristianismo. É um dos oito Vasus da dinastia bramânica. Descendia de Vivasvat, o Sol, e Saranya (filha de Tvastri). Nasceu antes que sua mãe tenha voltado, temerosa, para junto de seu marido. Era irmão gémeo de Yami. Foi o primeiro mortal a morrer. Tendo descoberto o caminho do mundo das trevas, é, entre os hindus, o guia de todos os que abandonam a vida terrena, dizendo-se que os conduz até um lugar onde fiquem a salvo para todo o sempre.
Residia na Yamaloka e os seus servidores denominavam-se de Yamagengilireds e de Yamadevtas. Quando um homem morria, a sua alma era amparada por dois servidores, que a defendiam dos Vidnudevtas. Quando a sentença final era dada, esta era escrita por Sittira Buddhira, o secretário de Yama.
Era também conhecido como rei da justiça, Harmaradjah, como destruidor do bem, Samarvati, como senhor dos mortos, Pidrovati, ou mesmo como senhor dos Yarmes, Bradheva. Costuma ser representado com um gesto de fúria e empunhava o látego.
Como referenciar: Yama in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-25 11:37:13]. Disponível na Internet: