Yohji Yamamoto

Estilista japonês nasceu a 3 de outubro de 1943, em Tóquio. Depois de ter estudado Direito por alguns tempos, ingressou numa escola de design de moda, onde se graduou aos 26 anos de idade. A sua cor favorita para roupa é o preto, preferência que se fica a dever ao facto da sua mãe, que era costureira, andar sempre vestida de luto, em memória do pai de Yamamoto, que morreu em combate, durante a Segunda Guerra Mundial.
Em 1972, Yohji Yamamoto fundou a sua própria companhia de moda, lançando a linha Y, destinada a senhoras, para cinco anos mais tarde apresentar em Tóquio a primeira coleção de pronto-a-vestir.
Em 1981, deu-se a estreia em Paris, onde as suas roupas sofisticadas mas simples deixaram muita gente do meio bem impressionada. No entanto, a crítica especializada não gostou das suas criações e comparou a coleção ao resultado de uma explosão atómica. Isso seria, diziam, o equivalente ao fim da moda. Estas afirmações não desmoralizaram Yamamoto, que, no ano seguinte, fez a apresentação do seu trabalho em Nova Iorque, onde já foi melhor aceite. Na altura, já tinha uma pequena legião de seguidores, mas o grande salto de popularidade deu-se em 1983, quando apresentou a sua coleção primavera/verão, de novo em Paris. Yamamoto, que se considera um estilista e não um costureiro, destacou-se da maioria dos restantes parceiros de profissão por conseguir ultrapassar os limites da criação de roupa ao aparecer como um criador de arte. A sua pretensão é desenhar roupa despretensiosa, respeitando principalmente o tecido usado e quem a veste. Para além disso, as suas peças têm a vantagem de não saírem de moda com o passar do tempo. O estilista japonês é declaradamente antimoda e mistura a tradição europeia de design de roupas com as suas raízes nipónicas.
A partir de 1984, Yamamoto deixou de desenhar em exclusivo roupas femininas e lançou uma coleção masculina, estendendo as suas criações à roupa interior em 1991.
Yamamoto, o único estilista japonês ordenado Cavaleiro da Ordem Francesa das Artes e Letras, é atualmente bastante requisitado para desenhar vestuário para algumas das mais prestigiadas companhias de ópera e bailado.
As produções Yamamoto incluem também um perfume para homem, lançado em 1999 e chamado Yohji Homme.
1999 foi também o ano em que o desenhador de moda japonês foi agraciado com o prémio internacional da Associação de Designers de Moda da América.
Como referenciar: Yohji Yamamoto in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-20 21:45:57]. Disponível na Internet: