zona costeira

A zona costeira ou faixa litoral corresponde à zona de transição entre o domínio continental e o domínio marinho. É uma faixa complexa, dinâmica, mutável e sujeita a vários processos geológicos.
A ação mecânica das ondas, das correntes e das marés são importantes fatores modeladores das zonas costeiras, cujos resultados são formas de erosão ou formas de deposição.
As formas de erosão resultam do desgaste provocado pelo impacto do movimento das ondas sobre a costa - abrasão marinha -, sendo mais notória nas arribas. As formas de deposição são consequência da acumulação dos materiais arrancados pelo mar ou transportados pelos rios, quando as condições ambientais são propícias. Resultam praias ou ilhas-barreiras.
O dinamismo elevado característico das zonas costeiras traduz-se numa constante evolução destas áreas. Algumas formas modificam-se, mudam de posição, umas desaparecem e outras aparecem.
A zona costeira é um sistema que se encontra num equilíbrio dinâmico, que resulta da interferência de inúmeros fatores, quer naturais quer antrópicos.
Dos fenómenos naturais que interagem com a dinâmica das zonas costeiras podem referir-se a alternância entre as regressões e transgressões marinhas, a alternância entre períodos de glaciação e interglaciação e a deformação das margens dos continentes.
Entre os fatores antrópicos que afetam a dinâmica das zonas costeiras, destacam-se:
- o agravamento do efeito de estufa;
- a ocupação, muitas vezes excessiva, da faixa litoral;
- a diminuição de sedimentos que chegam ao litoral pela construção de barragens nos grandes rios;
- a destruição de defesas naturais, que resulta do pisoteio das dunas, da construção desordenada, do arranque da cobertura vegetal e da extração de inertes.
A ação dos fenómenos naturais e antrópicos sobre a zona costeira acelera o processo de erosão dos litorais.
Como referenciar: zona costeira in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-04 08:43:50]. Disponível na Internet: