Pierre-Guillaume Frédéric Le Play

Sociólogo francês, Pierre-Guillaume Frédéric Le Play, nascido em 1806 e falecido em 1882, foi um engenheiro de minas e professor de metalurgia que se tornou mais tarde investigador independente, tendo contribuído largamente para o desenvolvimento empírico de uma sociologia em formação. Da sua obra destaca-se Les ouvriers Européens (1855), produto das extensas viagens que realizou pela Europa, onde de forma pioneira reúne dados e apresenta entrevistas acerca da vida familiar e da economia doméstica dos operários europeus. Para este autor, a família é a unidade social fundamental e as suas saúde e estabilidade são um indicador do estado da sociedade. Na sua opinião, a sociedade caminhava para um tipo de família "instável" como resultado da industrialização e da urbanização crescentes e da inserção das mulheres no mercado de trabalho. Cristão e politicamente conservador, os seus estudos enfermam de algum preconceito.
Obras Principais:
1855, Les Ouvriers Européens
1864, Réforme Sociale en France, 2 vols.
1870, L'Organisation du Travail
1871, L'Organisation de la Famille
1875, La Constitution de l'Angleterre
1876, Réformes en Europe et le Salut en France
1881, Constitution Essentielle de l'Humanité
Como referenciar: Pierre-Guillaume Frédéric Le Play in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-01-24 15:41:13]. Disponível na Internet: