Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros
< voltar
< 1 min

Adém

Cidade situada a pequena distância do Estreito de Babelmandebe, à entrada do mar Vermelho. Quando os Portugueses chegaram ao Oriente, Adém pertencia aos Muçulmanos. Era um centro comercial de grande importância onde se efetuavam trocas e o escoamento de diversos produtos para o Mediterrâneo. Em 1513, Afonso de Albuquerque tentou, sem êxito, a conquista da cidade. O objetivo dos Portugueses era destruir o comércio das especiarias pelo Mediterrâneo. Em 1524 e 1530, Heitor da Silveira assinou dois tratados segundo os quais a cidade se comprometia ao pagamento de um tributo à Coroa portuguesa e reconhecia a sua soberania, mas estes tratados não tiveram valor. No ano de 1538, Adém acabou por ser conquistada pelos Turcos.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Adém na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 11:22:10]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros