Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Alexandre Alves Costa

Arquiteto português, Alexandre Vieira Pinto Alves Costa nasceu em 1939, no Porto, e licenciou-se em Arquitetura na ESBAP - Escola Superior de Belas-Artes do Porto, em 1966.
Após ter estagiado no LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil, dedicou-se, a partir de 1970, à sua carreira como profissional liberal.
Desenvolve desde 1972 a sua atividade como docente na ESBAP, nas cadeiras de Projeto e História da Arquitetura, tornando-se Professor Catedrático da FAUP - Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, em 1996, tendo sido membro da Comissão Instaladora desta faculdade como presidente do Conselho Diretivo. Faz igualmente parte da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra desde 1991.
Participou em vários cursos, seminários, mesas-redondas e conferências em Portugal, Espanha, Itália, França, Holanda, Angola, Brasil e Canadá, com principal incidência em temas relacionados com o Ensino e a História da Arquitetura.
Dedica grande parte do seu tempo à docência e à investigação no campo da História e Teoria da Arquitetura, originando que grande parte da sua obra seja realizada em coautoria com vários arquitetos, no qual se destacam Sérgio Fernandez e Camilo Cortesão.
Entre 1974 e 1976, colabora na Comissão Coordenadora do SAAL/Norte (Serviço Ambulatório de Apoio Local), sendo responsável pelo setor de Planeamento e Apoio ao Projeto. O SAAL constitui um projeto, levado a cabo no pós-25 de abril, que apoiava, através de comissões formadas por equipas pluridisciplinares (arquitetos, sociólogos, entre outros) associações de moradores no intuito de melhorar as suas condições de habitabilidade, procurando a autoconstrução, dada a escassez de recursos, dando particular atenção às referências e necessidades de cada grupo de pessoas.
Herdeiro do legado de Carlos Ramos e da sua influência na reformulação do ensino da Arquitetura, compõe juntamente com Fernando Távora e Siza Vieira, entre outros, alguns dos princípios definidores da chamada "Escola do Porto".
Algumas das suas principais obras são: edifício habitacional em Massarelos, Porto (1971-1974); casa unifamiliar, Caminha (1973); Centro Social, Baião (1977-1982); jardim infantil, Moledo (1985); casa unifamiliar, Moledo (1988); escolas de Ciências e Ciências Sociais da Universidade do Minho, Guimarães; Projeto de Requalificação da Baixa Portuense, Zona Leste B, Porto 2001 - Capital Europeia da Cultura.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Alexandre Alves Costa na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 18:54:38]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais