Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

alfabeto grego

O alfabeto grego deriva de formas de escrita como o protosemítico, o norprotosemítico e o fenício. Este último alfabeto, o fenício, foi utilizado diretamente pelos gregos, que o transformaram no século VIII a. C. de modo a utilizar os sons que não existiam em grego para transmitir as vogais. O alfabeto grego que daqui resultou possibilitou a adaptação a todas as outras línguas e foi a base de outros como o etrusco (VII a. C.), os itálicos, o copta (séculos II e III d. C.), o godo (IV d. C.), o arménio (V d. C.), o georgiano, o glagolítico e o cirílico (XIX d. C.). Heródoto, na sua obra História, diz que os Gefireus (povo fenício da Eretria, que teria estreitas relações com o herói mítico Cadmo) se estabeleceram na Beócia e posteriormente em Atenas, tendo introduzido na Grécia o alfabeto. Este foi sofrendo alterações tanto na fonética como na grafia, sobretudo pela mão dos jónios. A lenda que baseia as afirmações de Heródoto é a de Cadmo, que teria saído da Fenícia em busca de Europa, sua irmã que tinha sido raptada por Zeus. Depois de fundar a cidade de Tebas e por inspiração de Apolo, teria entregue os símbolos da escrita aos gregos.
Outros mitos ligados à criação do alfabeto grego, estes já da época romana, relatam a invenção de sete das letras gregas tanto por Mercúrio como pelas Parcas (Átropo, Cloto e Láquese). Epicarmo da Sicília, Palamedes e Simónides teriam por sua vez inventado outras letras a inserir no alfabeto (o mesmo relata Plínio, o Velho, na "História Natural"). Como justificação da sua chegada à Grécia diz Hegino, autor destas fábulas, que Mercúrio terá levado para o Egito as letras gregas, que Cadmo as levou para a Grécia e Evandro para Itália. Carmenta, mãe de Evandro, teria transformado as letras gregas em quinze latinas, e as que sobraram Apolo colocou na sua cítara.
Foram descobertos em Cnossos os primeiros documentos escritos com o alfabeto grego (numa forma conhecida como "linear B"), datados do século XIV a. C.
As letras do alfabeto grego (tendo as primeiras, alfa e beta, dado nome ao sistema alfabético) acabaram por se fixar no número de 24 e a pronúncia dos sons passou por diversas alterações, até ter sido fixada por Erasmo de Roterdão.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – alfabeto grego na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-11-28 10:44:23]. Disponível em
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais