Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

alotropia

A alotropia é um fenómeno associado à ocorrência de um mesmo elemento em distintas formas denominadas modificações alotrópicas ou elementos alótropos.
Geralmente, a alotropia ocorre devido a estruturas cristalinas diferentes no sólido e é particularmente predominante nos grupos 14, 15 e 16 da tabela periódica.
No caso do oxigénio, existem duas formas alotrópicas: o oxigénio (O2) e o ozono (O3). Estes dois alótropos possuem configurações moleculares diferentes.
Nalguns casos, os alótropos são estáveis numa gama de temperaturas, com um ponto de transição definitivo no qual um se transforma no outro. A esta forma de alotropia chama-se enantiotropia.
É o caso do estanho, que tem dois alótropos: o estanho branco (metálico) estável acima dos 13,2 ºC e o estanho cinzento (não metálico) estável abaixo dos 13,2 ºC.
O carbono também apresenta dois alótropos: o diamante e a grafite, embora a grafite seja a forma que é estável a todas as temperaturas. Esta forma de alotropia, em que não existe temperatura de transição à qual as duas formas estejam em equilíbrio, designa-se de monotropia.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – alotropia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-13 15:29:07]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais