Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Alpiarça

Aspetos Geográficos
O concelho de Alpiarça, do distrito de Santarém, localiza-se na Região do Alentejo (NUT II) e Lezíria do Tejo (NUT III). Situado na margem esquerda do rio Tejo, é limitado a norte pelos concelhos de Chamusca e Santarém, a sul por Almeirim, a este por Chamusca e a oeste por Santarém.
Inserido numa planície aluvial e sendo um ponto de passagem de várias linhas de água, o concelho reúne as condições favoráveis para a existência de solos férteis.
Igreja Matriz de Alpiarça
Casa dos Patudos, em Alpiarça
Brasão do concelho de Alpiarça
Escultura "Ao ciclismo", inaugurado a 2 de abril de 2005, obra de Armando Ferreira, Alpiarça
Casa dos Patudos, Museu de Alpiarça
No total, abrange uma área de cerca de 96,5 km2 e é constituído por 1 freguesia, a de Alpiarça.
Em 2005, o concelho apresentava 8157 habitantes.
O natural ou habitante de Alpiarça denomina-se alpiarcense.
História e Monumentos
Alpiarça tem origem no Paleolítico, face aos achados arqueológicos que foram encontrados. A comprová-lo existem várias estações arqueológicas consideradas Património Arqueológico Nacional, destacando-se a do Cabeço da Bruxinha, Necrópole do Tanchoal e Necrópole de Meijão, na Quinta dos Patudos, com achados da Idade do Ferro; a estação do Alto do Castelo tem provas de ocupação desde o Calcolítico à época dos romanos.
A estação arqueológica do Cabeço da Bruxa, na Quinta da Goucha, apresenta materiais da Pré- História e da época romana.
Da época romana foram encontrados vestígios da presença militar no concelho.
A Igreja paroquial de Sto. Eustáquio (1889), padroeiro da vila, e o Cruzeiro (1575) no adro da igreja, são outros monumentos do concelho. No museu dos Patudos, ex-libris da cidade, existe uma coleção de mobiliário, pinturas, tapeçarias e outros objetos de arte.
Tradições, Lendas e Curiosidades
No concelho realizam-se algumas feiras, ao longo do ano, realçando-se: a Feira do Vinho, no último fim de semana de março, e a Feira Agrícola e Comercial, na terceira semana de setembro.
O Mercado realiza-se todos domingos de cada mês e é o mais importante na região.
O feriado municipal decorre na quinta-feira de Ascensão (40 dias após a Páscoa).
As touradas, com grande tradição na região, surgem pontualmente.
A nível de artesanato destacam-se os bordados a ponto de cruz, a cerâmica, a cestaria em verga, as colheres de pau, a cordoaria, as mantas em tear, as mantas de trapo e as pinturas em vidro.
Economia
O setor de atividade mais importante é o primário. A maior parte da superfície agrícola é ocupada pela vinha. Para além desta cultura, o milho, os produtos hortícolas, tomate, melão, trigo, forragens e os pomares de pessegueiros constituem as culturas com maior área ocupada. A nível da produção pecuária predominam os suínos.
Segue-se o setor terciário está ligado ao comércio, bancos, e seguros, transportes e comunicações, administração pública e serviços.
Finalmente, o secundário está relacionado com as indústrias de construção e obras pública, metalurgia, metalomecânica, material elétrico e transportes, calçado, vestuário e têxteis, alimentação e bebidas, madeira e cortiça.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Alpiarça na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-12 09:49:03]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros