Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Alter do Chão

Aspetos Geográficos
O concelho de Alter do Chão, do distrito de Portalegre, localiza-se na Região do Alentejo (NUT II) e Alto Alentejo (NUT III), ocupa uma área de 360,9 km2 e abrange quatro freguesias: Alter do Chão, Chancelaria, Seda e Cunheira.
O concelho encontra-se limitado pelos seguintes concelhos: a norte, o Crato, a este, Monforte e Crato, a sul Fronteira, e a oeste, Avis e Ponte de Sor.
Estação de Fomento Agrário, antiga Coudelaria Real em Alter do Chão
Castelo de Alter do Chão, Portalegre
Câmara Municipal de Alter do Chão
Ponte Romana de Vila Formosa, no concelho de Alter do Chão
Brasão do concelho de Alter do Chão
O concelho apresentava, em 2005, um total de 3716 habitantes.
O natural ou habitante de Alter do Chão denomina-se alterense.
Possui um clima marcadamente mediterrânico, caracterizado por uma estação seca bem acentuada no verão e por uma precipitação irregular.
No que se refere à morfologia, os terrenos são geralmente planos e abatidos, destacando-se somente dois montes, com altitudes inferiores a 500 metros, que são o Monte Novo (212 m) e Alter Pedroso (423 m).
Os recursos hídricos existentes no concelho são as ribeiras do Freixo, do Cornado, da Silada, do Papa Leite, do Vale de Galegas, do Zambujo, de Seda e de Navalha.
História e Monumentos
Nas terras deste concelho terá existido uma povoação importante no tempo dos Romanos.
A data de outorgação do primeiro foral é de 1293, atribuído por D. Afonso III, e reformado em 1293 e 1321. O concelho recebeu um novo foral em 1512, outorgado por D. Manuel I.
Em Arneiro existe uma propriedade, outrora pertencente à Casa de Bragança - a Estação de Fomento Agrário -, que terá sucedido à Cudelaria Real (1748), e que se dedicava à criação de uma raça rara de cavalos.
Ao nível do património arquitetónico, destaca-se o Castelo de Alter do Chão, mandado construir por D. Pedro I, em 1359 - uma fortificação de planta quadrangular, com altas cortinas ameadas e protegidas por cubelos cilíndricos, coroados de ameias, coruchéus cónicos, portais góticos e uma alta torre de menagem quadrada, com cerca de 44 metros de altura.
O Palácio dos Condes merece também referência. Construído no século XVIII, tem nas sacadas guardas em ferro forjado. A ponte romana de Vila Formosa tem cerca de 116,5 metros de comprimento, 6,7 metros de largura e 8,4 metros de altura e possui seis arcos de volta redonda. Destaque ainda para o Solar da Quinta do Álamo, datado de 1732, que possui azulejos do género holandês.
Tradições, Lendas e Curiosidades
São muitas as manifestações populares e culturais no concelho: o leilão tradicional de equinos, a 24 de abril; a festa de S. Marcos, a 25 de abril; a festa de S. Domingos, no segundo domingo de agosto; a Procissão do Encontro, no quarto domingo da Quaresma; a Procissão da Paixão e do Enterro do Senhor, na Quinta-feira Santa e na Sexta-feira Santa, respetivamente; o feriado municipal e a romaria à Igreja de Santo António dos Olivais, na quinta-feira de Ascensão; e a festa de Nossa Senhora da Alegria, no último fim de semana de agosto.
No artesanato, pode-se referir a produção de trabalhos em cortiça, o empalhamento de objetos, os trabalhos em gesso e em madeira e as rendas e tapeçarias.
Ao nível de instalações culturais, destacam-se o Núcleo Museológico da Cudelaria de Alter, a Biblioteca Municipal e a Biblioteca Fixa n.° 140 da Fundação Calouste Gulbenkian, com sala de leitura de periódicos e sala de exposições temporárias.
Economia
No concelho predominam as atividades ligadas ao setor terciário (comércio tradicional e serviços), seguido do primário, que ainda mantém um peso muito significativo. O setor secundário tem um peso relativamente baixo.
Na agricultura, as culturas principais são os cereais para grão, os prados temporários e culturas forrageiras, culturas industriais, pousio, olival, prados e pastagens permanentes. Na pecuária, a criação de aves, ovinos e bovinos.
Cerca de 16% do seu território corresponde a área florestal.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Alter do Chão na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-03 08:57:18]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais