Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Amancio Ortega Gaona

Empresário têxtil espanhol, Amancio Ortega Gaona, nascido a 28 de março de 1936, em Busdongo de Arbas, León, criou o império Inditex (Industrias de Diseño Textil Sociedad Anónima) cuja marca mais conhecida é a cadeia de lojas de roupa Zara.
Aos 14 anos foi trabalhar como empregado de duas conhecidas lojas de roupa de A Corunha e nunca chegou a terminar o ensino secundário.
Em 1963, decidiu trabalhar por conta própria e criou a empresa de confeções GOA, cujo nome é elaborado com as suas iniciais ordenadas de trás para a frente. Começou a produzir batas e ainda durante a década 60 do século XX passou a exportar para diversos países europeus.
Em 1975 abriu a primeira loja Zara, numa das principais ruas do centro de A Corunha.
Devido ao grande crescimento do volume de negócios, em 1986 Gaona optou por criar, com a sua mulher de então, um grupo empresarial, ao qual chamou Inditex, que inclui ainda as marcas Massimo Dutti e Pull & Bear.
Três anos mais tarde, em 1988, deu-se a internacionalização da Zara, com a abertura de uma loja no Porto, em Portugal. No ano seguinte, abriram os estabelecimentos de Paris (França) e Nova Iorque (Estados Unidos da América). O processo de internacionalização prosseguiu depois com a abertura de lojas no resto da Europa, na América, na Ásia, no Médio Oriente e no norte de África.
Paralelamente aos têxteis, Ortega investiu noutros tipos de negócios, como o imobiliário, o financeiro e a comercialização de automóveis.
Em 2001, Amancio Ortega Gaona tornou-se no homem mais rico de Espanha. Segundo dados de 2006 da revista norte-americana Forbes, o empresário era o terceiro homem mais rico da Europa e o oitavo mais rico do mundo, graças a uma fortuna de 24 mil milhões de dólares. Nesta altura, o grupo Inditex tinha mais de três mil lojas em 65 países e empregava perto de 70 mil funcionários.
Em 2001, o empresário criou a Fundação Amancio Ortega, destinada a apoiar iniciativas em matéria de investigação, educação e ciência. Criou também a Fundação de Paideia, destinada a apoiar menores com deficiências, que é dirigida pela sua ex-mulher.
Amancio Ortega pouco revela da sua vida privada e só em 1999 foi conhecida uma fotografia sua. Nunca deu entrevistas a jornalistas.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Amancio Ortega Gaona na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-30 14:24:45]. Disponível em
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Amancio Ortega Gaona na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-30 14:24:45]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais