Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

analepse

Técnica narrativa que consiste em relatar acontecimentos anteriores ao tempo presente da história ou mesmo anteriores ao início da ação. A analepse, juntamente com a prolepse, é um processo de distribuição dos eventos da narrativa que se insere no domínio mais amplo das anacronias (forma de organização da narrativa em que o seu fluir temporal é sujeito a exigências da construção discursiva, alterando a sua cronologia, ou por retrospetiva - analepse, ou por antecipação - prolepse).
A analepse é um processo muito utilizado e cumpre funções muito variadas na arquitetura da narrativa, que vão desde a caracterização retrospetiva de personagens, à resolução de enigmas por meio de revelações tardias ou à recuperação de episódios anteriormente elididos e sua integração na história. O artifício poético que conduz à analepse é geralmente conseguido através de uma forma de discurso relatado (discurso direto, indireto ou livre) e dos mecanismos linguísticos para a sua expressão (presente histórico, expressões verbais e adverbiais de passado), como consequência da ativação da memória de uma personagem a respeito de um facto passado.
Por exemplo, n'Os Lusíadas, a narrativa inicia-se usando a técnica das epopeias clássicas in media res (Canto I, estância 19), ou seja, a meio do fluxo da narrativa, sendo a recuperação do lapso da narrativa anterior feita nos Cantos III, IV e V pela analepse realizada pela voz do Gama, o que permite assim reintegrar o passado da história de Portugal e assim contribuir para a coesão global da história.
"Prontos estavam todos escuitando
O que o sublime Gama contaria,
Quando, despois de um pouco estar cuidando,
Alevantando o rosto, assi dizia:
- «Mandas-me, ó Rei, que conte declarandoDe minha gente a grão genealogia;Não me mandas contar estranha história,Mas mandas-me louvar dos meus a glória.»"
(Camões, Os Lusíadas, III, 3)
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – analepse na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-25 21:14:38]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais