Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

andrógino

O ser andrógino é representado com um ser que tem os dois sexos prestes a dividir-se ou a definir-se em macho ou fêmea. Na tradição tântrica e hindu, Shiva, um ser andrógino, é muitas vezes representado abraçado a Shakti, a sua própria potência e essência feminina eleita a divindade. Na Antiguidade, encontram-se rastos de androginia em Adónis, Castor e Polux, e em muitas outras divindades que em geral têm uma natureza bissexual, reproduzindo-se a partir de si mesmas, dado que encerram em si as naturezas feminina e masculina. O ser andrógino é sinónimo de totalidade, tanto no princípio como no fim dos tempos, reunindo em si a plenitude, roubada pela divisão dos sexos que a união do casamento volta a reunir. Embora tenha em sentido comum uma expressão sexual, ou de negação de definição sexual, quando aplicada ao homem, o princípio da androginia é, em muitas tradições religiosas, uma espécie de fim a atingir ou uma idade de ouro a reconquistar. No ioga um dos seus objetivos, atingir a reintegração ou reunião final das duas polaridades do ser humano. Na tradição do sufismo, o mundo de aparência e de pecado desvia a atenção da verdadeira realidade divina, que é a unidade elementar e ancestral. Existem tradições em que de um ser andrógino, uma espécie de Adão inicial, nasceram o homem e a mulher. Esse ser andrógino é muitas vezes associado à vaca leiteira, que é ao mesmo tempo o touro que dá a semente, entre os hindus. Mas a tradição também defende que uma vez separados da sua unidade inicial, homem e mulher devem cultivar as suas diferenças na Terra, embora na sua essência, tanto em termos físicos como espirituais, cada ser humano tenha em si e ao mesmo tempo as duas polaridades feminina e masculina. Por essa razão, são comuns em várias tradições os rituais de circuncisão e excisão a fim de as crianças de ambos os sexos, assumirem o mais rápido possível o seu sexo aparente e eliminarem qualquer sinal do sexo oposto em si próprios. Algumas tradições sugerem a existência de um ser andrógino inicial com duas cabeças que foi dividido por Deus e, o próprio mito cristão da costela de Adão tornada mulher sugere que o primeiro ser teria em si a essência una, que reunia os dois sexos. O Novo Testamento refere o retorno a esse ser humano indiferenciado, criado à imagem de Deus, uno e completo.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – andrógino na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-15 21:05:07]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros