Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Ansião


Aspetos Geográficos
O concelho de Ansião, do distrito de Leiria, localiza-se na Região do Centro (NUT II) e no Pinhal Interior Norte (NUT III). Situado na margem esquerda do Rio Nabão e nas proximidades da serra de Sicó, é limitado a norte pelo concelho de Penela, do distrito de Coimbra; a sul por Alvaiázere; a este por Figueiró dos Vinhos; e a oeste por Pombal.
Largo no centro de Ansião
Brasão do concelho de Ansião
No total abrange uma área de 176,5 km2 e é constituído por oito freguesias: Alvorge, Ansião, Avelar, Chão de Couce, Lagarteira, Pousaflores, Santiago da Guarda e Torre de Vale de Todos.

O natural ou habitante de Ansião denomina-se ansianense.

História e Monumentos
Ansião remonta à Pré-História, face aos achados de machados de pedra polida ali encontrados. Apresenta também vestígios da época dos Romanos, tendo sido encontrados mosaicos, moedas, telhas, pesos de tear, colunas, etc., e vestígios da cultura árabe.

A palavra Ansião aparece num documento datado de 1175. O primeiro foral foi concedido em 1142, sob a condição de os seus habitantes cultivarem a terra e a defenderem dos inimigos. Nessa altura o concelho sofreu uma forte colonização e o sistema defensivo foi alargado com a construção da Torre de Vale de Todos.

Em 1514 foi concedido novo foral a Ansião, por D. Manuel I. D. Afonso VI elevou Ansião a vila e, mais tarde, D. Pedro II doou a vila ao Conde de Ericeira, D. Luís Meneses, como forma de agradecimento pelos seus préstimos na Batalha do Ameixial.

É terra de personalidades notáveis, nomeadamente Pascoal José de Melo, jurista, amigo do Marquês de Pombal; António Soares Barbosa, professor universitário; e Francisco Freire de Melo, entre muitos outros.
A vila foi substancialmente destruída durante as invasões francesas.

A nível de monumentos destacam-se as seguintes igrejas: N. Sra. da Conceição, Misericórdia da Alvorge e Matriz (séc. XVII); as Capelas da Misericórdia, da Costantina (1623) e do Senhor do Bonfim; e a Ermida do Anjo da Guarda. A Igreja de N. Sra. da Consolação em Chão de Couce apresenta no Altar-Mor a última pintura executada por José Malhoa. Há ainda a destacar o Pelourinho, o forno medieval e a lápide evocativa da Batalha do Ameixial em 1686.

Outros locais de interesse: a residência senhorial de Chão de Couce, hoje denominada Quinta de Cima; a residência dos condes de Castelo Melhor (séc. XVI), de estilo manuelino; a ponte medieval da Cal; a Torre do antigo solar do Conde de Castelo Melhor; as aldeias típicas da Portela de S. Lourenço, da Venda do Negro e de Casais Maduros; as paisagens do vale de Pousaflores, do Rio Nabão e das Serras de Casal Soeiro, da Ameixoeira, de Mouro e de Alqueidão.

É também digno de visita o Museu Municipal de Ansião, outrora prisão.

Tradições, Lendas e Curiosidades
Todos os anos, em agosto, têm lugar as festas do concelho, com espetáculos, exposições, cinema infantil, folclore e outros divertimentos, e um desfile - o Cortejo Alegórico do Povo.

A 10 de agosto realiza-se a festa de S. Lourenço, inserida nas festas do concelho, também conhecida pela feira dos Poceiros; organizada pelos Bombeiros Voluntários de Ansião com o objetivo de angariar fundos, esta festa tem uma tradição de 38 anos.
Ansião é também local da prática de desportos radicais.
O feriado municipal é na quinta-feira de Ascensão.

A nível de artesanato sobressaem os trabalhos de carapinheira, taveiro, vime e verga, cestaria, calcetaria, tecelagem e confeção de queijo.

Economia
O principal setor de atividade é o secundário, ligado às indústrias de cerâmica, componentes para a indústria têxtil, sinais rodoviários, alumínios, embalagens, lanifícios e argilas expandidas. Logo a seguir aparece o setor terciário, relacionado com o turismo.

O setor primário ainda representa um papel importante na economia do concelho, com destaque para os campos de milho e de centeio, as hortas e os olivais, constituindo uma atividade complementar.


Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Ansião na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-07 08:12:18]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros