Livros e Autores

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

António Aniceto Monteiro

Matemático português, António Aniceto Ribeiro Monteiro nasceu a 31 de maio de 1907, em Angola, e morreu a 29 de outubro de 1980, na Argentina.
Após a morte do seu pai, em Angola, viajou com a família para Portugal, onde, em 1930, se licenciou em Ciências Matemáticas, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Durante quatro anos estudou em Paris, como bolseiro, até obter o doutoramento com um trabalho orientado pelo notável matemático francês Maurice Fréchet.
Já em Portugal, foi responsável por várias iniciativas que, no seu entender, visavam sobretudo o desenvolvimento de uma comunidade científica dinâmica e capaz de competir a nível internacional. Fundou o Núcleo de Matemática, Física e Química (1936), a revista Portugaliæ Mathematica (1937), juntamente com Hugo Ribeiro, José da Silva Paulo e Manuel Zaluar Nunes, a Gazeta de Matemática (1939), com Bento de Jesus Caraça, Hugo Ribeiro, José da Silva Paulo e Manuel Zaluar Nunes, e a Sociedade Portuguesa de Matemática (1940), da qual foi também o primeiro secretário-geral.
Por questões políticas, não lhe foi permitido desenvolver uma carreira universitária em Portugal, tendo-se visto obrigado a emigrar primeiro para o Brasil e, mais tarde, para a Argentina. Aí, lecionou na Universidad Nacional de Cuyo (1949–1957) e foi convidado, depois, a criar um instituto de Matemática na Universidad del Sur, onde lecionou de 1957 a 1975.
Após um breve retorno a Portugal, como investigador do Instituto Nacional de Investigação Científica, regressou à Argentina, onde acabaria por falecer.
Para além de outras homenagens, António Aniceto Ribeiro Monteiro foi galardoado com o Prémio Gulbenkian de Ciência, em 1978, e, em 2000, foi-lhe concedida, a título póstumo, a Grã-Cruz da Ordem Militar de Santiago de Espada pelo Presidente da República Portuguesa.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – António Aniceto Monteiro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-07 19:12:27]. Disponível em

Livros e Autores

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais