Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

António Gramsci

Filósofo e escritor italiano, nascido em 1891 e falecido em 1937, oriundo de uma família muito pobre, estudou Linguística na Universidade de Turim graças a uma bolsa de estudos que ganhou. Participa ativamente em 1921 na fundação do Partido Comunista Italiano, tendo-se tornado um dos seus dirigentes. É preso, em 1926, pelo regime fascista que o condenou a 20 anos de prisão. Durante o julgamento, a acusação pediu ao juiz que "parasse este cérebro de pensar durante 20 anos". Contudo, manteve na prisão intensa atividade e registou, entre 1929 e 1937, os seus escritos em trinta e dois cadernos que viriam a ser publicados em 1951 sob o título Cadernos do Cárcere. Enquadrando-se na corrente marxista, vai refletir sobre o problema dos intelectuais no percurso histórico italiano. Influenciou fortemente a escola crítica e histórica marxista. De entre as suas obras pode-se destacar: Gli intellettuali e organizzazione della cultura, Il Risorgimento e Letteratura e vita nazionale. Acabou por morrer na prisão.
Antonio Gramsci, filósofo e escritor italiano
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – António Gramsci na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-04 07:23:16]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros