Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Apocalipse

Tendo derivado da palavra grega que significa revelação, o apocalipse é transmitido na literatura religiosa ou profana e nas lendas e tradições de muitos povos como uma visão cheia de símbolos a decifrar. Este hermetismo necessita de uma chave que torne percetível o significado mais ou menos terrível e assustador destas profecias. A ideia do apocalipse que fez parte integrante do imaginário dos primeiros séculos da era cristã é muito antiga e já se encontrava tanto nas tradições orientais como nas lendas celtas. Na tradição celta, o fim do Mundo é profetizado pela deusa da guerra como sendo um momento de corrupção de costumes, de troca de estações do ano, maldade e decadência. Estrabão falava do fim dos tempos como de um momento em que o fogo e a água imperariam e assolariam a Terra. O Livro do Apocalipse é o último livro no Novo Testamento que tem as últimas revelações feitas por Deus a S. João Evangelista sobre o fim do Mundo. Esta comunicação divina é feita através de visões que antecipam horrores que atingirão o mundo. Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse das visões de Ezequiel e Zacarias têm como significado os quatro horrores que se abateriam sobre o Império Romano e sobre todos aqueles que não respeitassem a lei divina: a peste, a fome, a guerra e os animais selvagens. O primeiro cavaleiro, que montava um cavalo branco, seria Cristo vencedor e o triunfo da Palavra de Deus; o segundo cavaleiro, que montava um cavalo vermelho de fogo, era a guerra, que trazendo uma espada erradicaria a paz da Terra; o terceiro cavaleiro cavalga um cavalo negro e traz uma balança na mão e personifica a fome; o quarto cavaleiro monta um cavalo esverdeado e é a peste. Presente em grande parte da literatura dos primeiros tempos medievais, associada à ideia de apocalipse está a vinda da besta ou demónio do apocalipse, animal simbólico e terrível, que surge do mar assumindo no seu corpo partes de animais temíveis como o dragão, o urso, o leão e o leopardo, assumindo as características destes animais de forma exacerbada e proferindo ofensas a Deus. Ao conceito de apocalipse está também ligada a noção de Julgamento ou Juízo Final e a respetiva ressurreição dos corpos e vitória final do espírito sobre a matéria. O astrólogo e médico francês Michel de Notre-Dame, também conhecido pelo seu nome latino de Nostradamus, que viveu durante a primeira metade do século XVI, ficou conhecido pelas sua profecias, antevendo entre outras revelações, a vinda do apocalipse.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Apocalipse na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-20 03:54:36]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros