Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

ar

O elemento ar faz parte dos quatro elementos primordiais designados pela tradição, para além do fogo, da terra e da água.
Juntamente com o fogo, é um elemento com características ativas, masculinas e Yang. Associado ao vento e ao sopro, o ar é considerado um meio de elevação espiritual, representando um mundo subtil entre o céu e a Terra.
O ar é o sopro vital e cósmico que se identifica com o movimento, com o Verbo e a expansão. São Martinho considerava o ar um elemento purificador e um símbolo da vida invisível e interior. Nos rituais da Cabala, o ar é o princípio da composição e da frutificação, estando no caminho entre o fogo e a água e correspondendo à Alma Universal.
Representação de Gémeos, um signo do elemento ar
Representação de Aquário, um signo do elemento ar
Representação de Balança, um signo do elemento ar
O ar é um meio de tudo o que é volátil: o álcool, o perfume, o vinho, a luz, as cores, a energia, o voar, o som e a música. É também o meio, por excelência, dos anjos, da alma e do espírito, acreditando-se na antiguidade que as almas e os fantasmas eram feitos da mesma substância invisível que o ar. Tanto na tradição esotérica grega, judaica ou indiana, a Alma do Mundo tinha a consistência do ar. Zeus, o pai dos deuses gregos, também tinha o nome de Ar por ser, como este elemento, omnipresente e omnisciente. O ar era ainda o meio de integração da essência das almas com o infinito.
Representado graficamente por um círculo com um ponto no meio, o símbolo do ar também foi, por vezes, associado ao céu, ao sol e também ao Olho de Deus. Na Ásia, o ar era o deus Vayu, entre os hindus, ou Enlil entre os persas e, tal como em muitas mitologias do mundo antigo, o ar era o salvador da humanidade que mantinha a mãe terra e o pai céu separados para que os seres humanos, os animais e as plantas pudessem respirar e viver. Segundo a simbologia maçónica, o ar simboliza a mente e corresponde ao grau da filosofia, depois da vida material e no caminho da religião para atingir o grau superior de iniciação espiritual. No Zodíaco, os signos de ar são Gémeos, Balança e Aquário e para a tradição sufi muçulmana, o ar corresponde à primeira etapa de evolução espiritual, aquela que toma consciência do mundo como uma realidade de ilusão e da necessidade de aproximação da realidade divina que é a única que é verdadeira.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – ar na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-14 02:00:22]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros