Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

ARPANET

Desenvolvida no último ano da década de 60, esta rede de computadores é considerada a mãe do que hoje se designa por Internet.

Através da ARPA (Advanced Research Projects Agency), o departamento de defesa norte-americano criou uma rede experimental de troca de informação entre computadores com o reduzido número inicial de quatro máquinas, comunicando entre si pela rede telefónica.

O crescimento desta rede originou o que viria a ser chamado ARPANET e permitiu que cientistas, investigadores e estrategos militares comunicassem entre si em tempo real através de correio eletrónico, a partir de pontos físicos distantes entre si.

Durante os anos 70, não só a ARPANET foi crescendo como outras redes foram sendo criadas nomeadamente, redes específicas a certas instituições e universidades. Estas redes utilizavam máquinas diferentes o que originou a necessidade de desenvolvimento de protocolos de comunicação de forma a permitir a sua interligação como o TCP/IP.

A Internet, segundo a designação atual, é o resultado da interligação de todas estas redes mais pequenas de uma forma consolidada.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – ARPANET na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-10 20:46:24]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais