Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Artemisa

Filha de Zeus e de Latona (ou Leto), uma Titânide, e irmã gémea de Apolo, Artemisa (ou Artémis) nasceu em Delos. Era uma divindade antiga, uma das doze maiores, com um grande e marcado culto popular. Conhecida pela prática de sacrifícios humanos, chegou mesmo a ser considerada uma divindade agreste, da vida selvagem e da floresta. No entanto, era, simultaneamente, a deusa dos caçadores e dos arqueiros e a protetora da castidade mas também da fecundidade, das crianças e dos seres sem defesa.
Apreciava vaguear pelos montes e vales, seguida por um grupo de ninfas, castigando exemplarmente quem as incomodasse. Ciosa dos seus domínios, bem como da sua virgindade - condição que exigia também às suas sacerdotisas e a todos os seus admiradores -, não permitia que alguém neles entrasse ou então tocasse nos seus animais. Por exemplo, Agamémnon, rei de Micenas, que chefiava a expedição grega a Troia, por ter matado um dos veados sagrados de Artemisa, foi pela deusa obrigado, com a sua frota, a ficar detido em Áulis, tais eram os ventos que contra ele a eterna caçadora levantou. Só quando Agamémnon prometeu sacrificar sua filha, Ifigénia, a ira da deusa se desanuviou, embora não se saiba se Ifigénia terá sido mesmo morta.
Actéon foi também castigado por Artemisa, quando por infeliz acaso, numa caçada, surpreendeu a deusa a banhar-se nua, com as suas ninfas. Artemisa, que nunca cedia ao amor e à sedução dos homens, transformou Actéon num veado, depois perseguido e trucidado pelos cães de caça do próprio Actéon. Outra lenda conta que foi ele quem procurou encontrar a deusa, disfarçado de veado.
Representação de Artémis de Éfeso, deusa da fertilidade
Também Oríon tentou tocá-la com a mão, mas Artemisa fez com que um escorpião o picasse mortalmente.
Com Apolo, e sedenta de vingança e de raiva, matou com flechas os doze filhos de Níobe, que tinham troçado de Latona, a mãe dos gémeos.
A Artemisa era associada Hécate, uma divindade lunar, mais sombria, oriunda do norte, deusa das invocações infernais, da magia e da feitiçaria. Também se confundia com Bendis (deusa trácia), Britomarte (deusa cretense), Ártemis Braurónia ou Ártemis de Éfeso, esta com inúmeros seios, sendo por isso deusa da fecundidade.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Artemisa na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-04 08:31:27]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais