Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

As Aventuras de Huckleberry Finn

Samuel Langhorne Clemens (1835-1910), escritor americano que usou o pseudónimo literário Mark Twain, publicou em 1884 um romance intitulado The Adventures of Huckleberry Finn, que depressa se tornou imensamente popular e se encontra traduzido em várias línguas.
O romance conta a história do pequeno Huck Finn, um miúdo travessso e avesso à escola e a toda a forma de disciplina, filho de um alcoólico inveterado, confiado a duas respeitáveis senhoras e protegido por um juiz, para que o pai não possa pôr as mãos num tesouro que o miúdo e o seu amigo Tom Sawyer haviam encontrado. No entanto, o pai acaba por encontrar o garoto e ambos vivem juntos durante algum tempo, até que Huck foge com Jim, um escravo que pretende atingir o Norte dos Estados Unidos da América, onde a escravatura não existe, e assim encontrar a liberdade. Os dois companheiros separam-se e reencontram-se, no meio de peripécias várias, muitas delas perigosas, incluindo a associação com gente desonesta, diversas experiências violentas e a venda e posterior libertação de Jim, até que se sabe que uma das respeitáveis senhoras falecera, deixando uma fortuna a Huck e a liberdade a Jim. Ao saber que uma tia o quer adotar, porém, Huck foge da «civilização», de que se mostra farto, dirigindo-se para o Oeste ainda por desbravar.
Esta teia de sucessivas aventuras fez a celebridade da obra. Mas para a sua popularidade contribuíram igualmente outros fatores - o carácter parcialmente autobiográfico que Twain lhe deu, enxertando na obra as recordações da sua infância passada nas margens e nas águas do Mississí#960; o paralelismo com factos historicamente verificáveis da História dos Estados Unidos, nomeadamente a escravatura e a luta pela sua abolição; o realismo das falas do escravo negro, que se exprime num peculiar dialeto das regiões do sul do país; a viva reprodução de formas infantis de falar, de pensar e de agir.
Por outro lado, Mark Twain insere o romance nas tradições mais fortes da literatura americana (associada a uma clara influência da literatura romântica europeia), na medida em que apresenta o pequeno Huck Finn como um herói que procura fugir da sociedade, numa tentativa de adquirir liberdade pessoal nas terras não desbravadas do Oeste mítico, onde a vida se pode construir voluntariosamente a partir do zero, longe das cidades, que corporizam uma ameaça à integridade e à identidade pessoais. O tema das Aventuras de Huckleberry Finn é, de facto, o conflito entre a felicidade do homem no seio da natureza e a sua corrupção em sociedade. A trama romanesca é, efetivamente, uma metáfora dramática pela qual o romancista pretende evidenciar esse conflito.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – As Aventuras de Huckleberry Finn na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-14 02:20:11]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais