Natal WOOK
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

As Ordens Hospitalárias

As ordens hospitalárias são na sua maioria masculinas e uma verdadeira criação da Idade Média. Nasceram de uma nova forma de vida religiosa que aliava três fatores essenciais: o gosto pela vida monástica, o prestígio de pertencer à cavalaria e o poder atrativo exercido pela Terra Santa. A prática do ideal cavaleiresco e o movimento de cruzada fez coincidir sem qualquer conflito duas vertentes que se mostram antagónicas: os traços próprios da vida claustral e a ação armada. Geralmente a sua origem relaciona-se com o estabelecimento de um novo hospital e a designação dada a essa ordem é a mesma que a do hospital fundador. Durante a Idade Média verificou-se uma grande expansão deste tipo de ordens que se manteve até muito tarde.
Algumas das ordens tiveram como origem hospícios fundados ao longo dos Caminhos de Santiago de Compostela, como foi o caso da Ordem Hospitalária de Aubrac. A Ordem dos Trinitários cuja fundação de deve a S. João da Mata, no início do século XIII, tinha como atividade o resgate de cativos nas mãos dos muçulmanos e é igualmente uma ordem hospitalária.
O maior impulso dado às ordens hospitalárias deve-se ao movimento das Cruzadas no Oriente - a Ordem de São João e a Ordem de São Lázaro - que provocou a criação de alguns hospitais como os que surgiram em Jerusalém. Estas ordens hospitalárias criadas durante a tarefa de libertação da Terra Santa foram responsáveis pelo aparecimento de outras ordens que eram simultaneamente ordens militares. Os hospitalários de São João de Jerusalém uniram-se e fundaram a ordem em 1099 no Hospital de São João na Cidade Santa, acabando posteriormente por se transformar numa ordem militar com um papel muito importante neste local. Em 1291, a sua sede foi transferida para Chipre, posteriormente para Rodes e, finalmente, estabeleceram-se em Malta em 1530, adotando assim a designação de Ordem de Malta. O seu traje é constituído por um manto negro com uma cruz branca.
Tal como os Templários, os Hospitalários constituíam ordens extremamente centralizadas, tendo como responsável um grão-mestre, cujo poder era apenas limitado pelo capítulo geral. A sua organização administrativa assentava numa divisão em províncias, depois em priorados e em comendas, o que resultou na sua difusão por toda a Europa e Levante.
No século XVI surgem outras ordens hospitalárias de um tipo completamente renovado, os chamados Irmãos Hospitalários de São João de Deus (fundados pelo português João de deus, ou Cidade) e também a que era composta por clérigos regulares - os Camilianos -, também fundada no século XVI, em Roma, por São Camilo de Lellis, responsável pelo hospital de San Giacomo. Foi ordenado padre por conselho de S. Filipe de Neri quando já havia reunido uma congregação de padres e leigos. Foi o responsável pela introdução de melhoramentos na vida dos hospitais.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – As Ordens Hospitalárias na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-12-06 05:12:06]. Disponível em
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río