Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Associação dos Países do Sudeste Asiático

A Associação das Nações do Sudeste Asiático, conhecida pela sigla ASEAN (Association of Southeast Asian Nations), foi fundada a 8 de agosto de 1967, com a assinatura da chamada Declaração de Banguecoque, na Tailândia, pelos ministros dos Negócios Estrangeiros da Indonésia, Malásia, Filipinas, Singapura e Tailândia. Em janeiro de 1984 juntou-se o Brunei, em julho de 1995 o Vietname, em julho de 1997 Laos e Myanmar e em abril de 1999 o Camboja. Reunidos, os países que formam a ASEAN têm uma população de cerca de 500 milhões de habitantes e uma área de 4,5 milhões de quilómetros quadrados.
A fundação da ASEAN surgiu por iniciativa da Tailândia, quando este país pretendeu solucionar conflitos de interesses até aí existentes entre Indonésia, Filipinas e Malásia.
Os principais objetivos da Associação, contidos na Declaração, eram os de acelerar o crescimento económico, o progresso social e o desenvolvimento cultural da região; promover a paz e a estabilidade no território, respeitando a lei e a justiça nas relações entre os países-membros e aderindo aos princípios estipulados pela Carta das Nações Unidas; promover uma colaboração ativa em matérias de interesse comum nas áreas económica, social, cultural, técnica e científica; expandir as trocas comerciais entre os países e promover a atividade económica em geral, através do melhoramento das redes de transportes e de comunicações; manter uma estreita cooperação com outras organizações internacionais e regionais que tenham interesses similares.
A Cimeira reúne os chefes de Governo dos estados-membros. A primeira Cimeira teve lugar em Bali (Indonésia), em fevereiro de 1976, e dela resultou a assinatura de dois importantes documentos: o Tratado de Amizade e Cooperação, baseado nos princípios do respeito mútuo pela independência e autonomia das nações, na não interferência em assuntos internos dos países-membros e numa efetiva cooperação entre os estados da Associação; e a Declaração de Concórdia, que traçou linhas de ação para as relações económicas, sociais e culturais que incluíam a manutenção de uma política de estabilidade, o estabelecimento de uma "Zona de Paz, Liberdade e Estabilidade", a promoção da justiça social, a mútua assistência em casos de desastres naturais e a cooperação no domínio do desenvolvimento económico.
O órgão decisivo mais poderoso da ASEAN é o Conselho Anual de Chefes de Estado.
Os restantes órgãos da ASEAN são os seguintes: o Comité Permanente, que reúne de dois em dois meses e é constituído pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do país que detém a Presidência e pelos diretores-gerais encarregados dos assuntos da Associação em cada um dos outros países; o secretário-geral; e um conselho que reúne anualmente os ministros dos Negócios Estrangeiros dos seis países-membros. Os outros setores, como a agricultura, energia, ambiente, legislação, trabalho, ciência, tecnologia, crime, turismo, transportes, juventude e economia são, também, discutidos com frequência.
A ASEAN estabeleceu relações institucionais com a Comunidade Económica Europeia em 1975, sob a forma de um acordo de cooperação. Foi criado um comité misto de cooperação com a tarefa de promover e passar em revista, uma vez por ano, as diferentes atividades de cooperação e servir de plataforma de trocas e de consultas entre as duas organizações.
Em 1992, os chefes de Estado dos países da ASEAN decidiram intensificar o diálogo sobre política e segurança de maneira a fomentar laços de cooperação, alargando essa medida aos restantes países da região Ásia-Pacífico. Desde então nunca houve conflitos armados entre países membros na região.
A nível económico, desde a fundação da ASEAN e através de vários tratados, cresceram bastante as trocas comerciais entre os estados membros. Em 1992 foi criada a uma zona de comércio livre de modo a desenvolver a competitividade da região, que assim passou a funcionar como um bloco unido. O objetivo foi o de promover uma maior produtividade e competitividade.
A nível de relações externas, a prioridade da ASEAN é fomentar o contacto com os países da região Ásia-Pacífico, mas foram também estabelecidos acordos de cooperação com o Japão, China e Coreia do Sul.
Há também contactos regulares, anuais, com a União Europeia e Nações Unidas e com países como os Estados Unidos da América, Canadá e Rússia.
A ASEAN está representada através de delegações na Europa, Estados Unidos da América, Canadá, Japão, Austrália, Índia, China, Coreia do Sul, Paquistão e Rússia.
A ASEAN tem um secretário-geral com um mandato de cinco anos para coordenar e implementar as atividades da instituição.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Associação dos Países do Sudeste Asiático na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-28 19:45:14]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros