Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Associação Naval 1.º de maio

A Associação Naval 1.º de maio foi fundada a 1 de maio de 1893, na Figueira da Foz, em comemoração do Dia Mundial do Trabalho, já que teve origem na classe operária. Para além de ser uma coletividade desportiva, a associação tinha por fim apoiar os mais desfavorecidos e, dessa forma, distribuía alimentos e auxiliava as famílias das pessoas ligadas às atividades marítimas.
De início, as modalidades onde a Naval se envolveu foram o remo, a primeira de todas, a vela e a natação. Mais tarde, aderiu à ginástica, natação, esgrima, voleibol, atletismo, pesca, ténis de mesa, tiro e basquetebol.
O futebol, que viria a ser a modalidade mais representativa da associação figueirense, surgiu em 1919, mas só em 2005 a Naval chegou à I Liga portuguesa.
O futebol desenvolveu-se, essencialmente, após a chegada de Aprígio Santos à presidência do clube, embora o remo se mantivesse como uma das modalidades mais importantes.
Assim, no futebol, em 1998/99 a Naval chegou pela primeira vez à II Liga. Em 2002/03, quando era treinada por Álvaro Magalhães, a Naval perdeu a possibilidade de subir ao escalão máximo na última jornada, acabando por ficar no quarto posto. Nesse mesmo ano, conseguiu um brilharete na Taça de Portugal, onde chegou às meias-finais.
A subida à Primeira Liga tornou-se realidade com o segundo lugar alcançado em 2004/05, sob a orientação do técnico Rogério Gonçalves.
Paralelamente, a Naval apostou nos escalões jovens e passou a ter equipas de futebol em todos escalões de formação.
A equipa utiliza nos seus jogos o Estádio Municipal José Bento Pessoa, da Câmara da Figueira da Foz, que foi inaugurado em 1953 e tem capacidade para dez mil pessoas.
À data da sua fundação, 1893, as cores do equipamento da Naval 1.º de maio eram o azul e o branco. Contudo, após a participação, na capital, em 1911, na Taça Lisboa em Remo estas cores foram contestadas por pessoas afetas à República, implantada no ano anterior em Portugal. O azul e o branco eram as cores da bandeira da monarquia. Por esse motivo foi convocada uma assembleia-geral do clube, onde os sócios aprovaram a alteração do equipamento para verde e branco, cores que se mantiveram até à atualidade.
A 4 de julho de 1997 um incêndio deflagrou na sede da Naval 1.º de maio e vários troféus da associação foram destruídos.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Associação Naval 1.º de maio na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-24 17:07:36]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais