Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros
< voltar
< 1 min

Augusto Gil

Poeta, advogado e alto funcionário da República, Augusto César Ferreira Gil nasceu em 1873, no Porto, e faleceu em 1929. Viveu parte da juventude na Guarda e formou-se em Direito em Coimbra. Cultivou uma poesia de cunho sentimental, um pouco inspirada na tradição popular e, ao mesmo tempo, na lírica romântica e ultrarromântica portuguesas. Dos títulos publicados, salientam-se Luar de janeiro (1909), Gente de Palmo e Meio (1913) e Avena Rústica (1927). O seu poema mais conhecido é a "Balada da Neve".
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Augusto Gil na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 00:03:44]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros