Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Augusto Silva

Linguista português e Professor de Linguística na Faculdade de Filosofia da Universidade Católica Portuguesa de Braga, Augusto Soares da Silva nasceu em 1961 em Aguçadoura. Licenciou-se em Humanidades em 1984 e concluiu doutoramento em Linguística Portuguesa em 1997, com a tese A Semântica de Deixar – uma Contribuição para a Abordagem Cognitiva em Semântica Lexical, pela Faculdade de Filosofia da Universidade Católica Portuguesa. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e da Comunidade Flamenga da Bélgica.
Como docente, leciona disciplinas de Linguística e é responsável pelo curso de mestrado em Linguística Portuguesa – Perspetiva Cognitiva. Foi ainda secretário da Revista Portuguesa de Humanidades da Universidade Católica Portuguesa. Foi membro da direção da Associação Portuguesa de Linguística.
Organizou inúmeros eventos científicos e esteve ativamente envolvido na organização de congressos periódicos em Linguística Cognitiva, como o congresso Linguagem e Cognição – A Perspetiva da Linguística Cognitiva, realizado em maio de 2000, em Braga, ou o congresso Linguagem, Cultura e Cognição: Congresso Internacional de Linguística Cognitiva, realizado em julho de 2003, também em Braga. Iniciou um projeto em semântica cognitiva em novembro de 2003, sobre "Convergência e Divergência no Léxico do Português".
Desenvolveu estudos nas áreas de Semântica, Lexicologia e Sintaxe, na perspetiva da Linguística Cognitiva. Publicou mais de três dezenas de trabalhos, de onde se destacam os seguintes títulos:
1992, "Metáfora, metonímia e lexico", in Diacrítica, Braga, CEHUM
1996, "Fundamentos Teóricos e Contributos Pedagógicos da Gramática Cognitiva", in Atas da Associação Portuguesa de Linguística1997, "A Linguística Cognitiva: uma breve introdução a um novo paradigma em Linguística", in Revista Portuguesa de Humanidades, Faculdade de Filosofia da UCP, Braga
1998, "Prototipicidad y cambio semántico: el caso ibérico de deixar/dejar", in Estudios de Lingüística Cognitiva, Alicante
1999, "Image shemas and coeherenceof the verb category: the case of the Portuguese verb deixar", in H. Cuyckens & B. Zawada, Polissemy in Cognitive Linguistics, Amsterdam: J. Benjamins
1999, "Causation, Permission and negation: the «letting causations» Evidence from Portuguese", in 6th International Cognitive Linguistics Conference, Estocolmo
1999, A Semântica de Deixar – uma Contribuição para a Abordagem Cognitiva em Semântica Lexical, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian
2003, "O sentido múltiplo: polissemia, semântica e cognição". In: Heloísa Pedroso de Moraes Feltes (org.), Produção de Sentido. Estudos transdisciplinares, Caxias do Sul: Editora da Universidade de Caxias do Sul.
2003, "Da semântica da construção à semântica do verbo e vice-versa". In: Ivo Castro & Inês Duarte (orgs.), Razões e Emoção. Miscelânea de estudos em homenagem a Maria Helena Mira Mateus, Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Augusto Silva na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-30 10:07:10]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais