Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Benavente

Aspetos Geográficos
O concelho de Benavente, do distrito de Santarém, localiza-se na Região do Alentejo (NUTII) na Lezíria do Tejo (NUTIII) e pertence ao distrito de Santarém.
Este concelho, situado na margem sul do rio Tejo e atravessado pelo rio Sorraia, faz fronteira a norte com Salvaterra de Magos, a oeste com Vila Franca de Xira (distrito de Lisboa), a este com Coruche, a sul com Alcochete e Palmela (distrito de Setúbal) e a sudeste com o Montijo (distrito de Setúbal).
Brasão do concelho de Benavente
Portal da Igreja da Misericórdia de Benavente
No total, abrange uma área de cerca de 525,1 km2 e é constituído por quatro freguesias: Samora Correia, Benavente, Santo Estevão e Barrosa.
Em 2005, o concelho apresentava 25 166 habitantes.
O natural ou habitante de Benavente denomina-se benaventense.
História e Monumentos
Benavente remonta ao tempo de D. Sancho I, que após a conquista da terra aos Mouros pretendeu povoar o local, que ficou a cargo de um grupo de colonos estrangeiros. Em 1199 surge a povoação de Benavente, sob domínio da Ordem de Calatrava. O seu foral foi concedido por D. Paio, mestre da Ordem Militar de Évora, em 1200.
Do património arquitetónico são de destacar o Cruzeiro e o Adro do Calvário (1644), a Igreja de N. Sra. da Oliveira, a Igreja da Misericórdia (séc. XIII) e o Pelourinho de Benavente.
A nível do património natural surge o Parque Natural do Estuário do Tejo, habitat preferencial de aves aquáticas.
Tradições, Lendas e Curiosidades
Em Benavente realizam-se a Festa da Amizade/Festa da Sardinha em junho, onde o pão, o vinho e as sardinhas são distribuídos gratuitamente; Pescarias à Vara Larga; a Festa de N. Sra. da Paz, em agosto, de cariz popular, com largada de touros; e a Festa de N. Sra. da Oliveira e Guadalupe, também em agosto, com procissão.
Ao longo do ano decorrem, ainda, espetáculos musicais, folclore, largada de touros e tourada.
A nível de artesanato realizam-se bancos e cadeiras em madeira e cordel, bordados a ponto de cruz, trabalhos em chifre e tecido de junco, empalhamento, empalhamentos em pita, malhas de cinco agulhas, miniaturas em madeira, peneiras e crivos.
O feriado municipal decorre na quinta-feira de Ascensão, também conhecida pela quinta-feira de Espiga (40 dias após a Páscoa).
Economia
A maior parte da população encontra-se empregada no setor terciário, ligado ao comércio, aos bancos, aos seguros, aos transportes e às comunicações, à administração pública e aos serviços.
O setor secundário está relacionado com as indústrias de construção e obras públicas, metalurgia, metalomecânica, material elétrico e transportes, calçado, vestuário e têxteis, alimentação e bebidas, madeira e cortiça.
O setor primário está relacionado com a produção de arroz, milho, trigo e culturas hortícolas, e a vinha. Na produção pecuária dominam os bovinos.
Benavente desde sempre desfrutou de boas comunicações fluviais, proporcionando ao concelho uma posição geográfica privilegiada de acesso a Lisboa e a outros mercados.
O desenvolvimento do concelho está associado ao desenvolvimento dos transportes.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Benavente na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-27 22:28:04]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros