Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Billy Bob Thornton

Ator, argumentista e realizador norte-americano, William Robert Thornton nasceu na pequena cidade de Hot Springs a 4 de agosto de 1955, filho de um professor e de uma quiromante. Despertou para a vida artística no liceu da sua cidade natal, tocando bateria num grupo musical amador. Apostou forte na sua carreira de músico, fundando uma banda intitulada Tres Hombres, onde era vocalista, tendo chegado a fazer as primeiras partes de diversos concertos do cantor Hank Williams Jr. Em 1981, instalou-se em Los Angeles, tendo partilhado um apartamento com o argumentista Tom Epperson. Em quatro anos, Thornton escreveu dezenas de roteiros cinematográficos, chegando aos limites do colapso físico e mental, tendo sido diversas vezes hospitalizado com problemas cardíacos e de subnutrição. Para subsistir, aceitou desempenhar pequenos papéis em filmes de terror de baixo orçamento como Hunter's Blood (1987) e Chopper Chicks in Zombietown (1989) e em séries televisivas. Após um pequeno desempenho ao lado de Bette Midler e de James Caan em For the Boys (Dias de Glória... Dias de Amor, 1991), Thornton chamou a atenção da crítica com a sua prestação em One False Move (1992), um filme independente escrito e protagonizado por si. Apesar de violento, este policial rodado com poucos meios foi premiado no Festival de Sundance. Como ator, Thornton ainda demorou a alcançar o reconhecimento do público, colecionando interpretações secundárias em Indecent Proposal (Proposta Indecente, 1993) e Tombstone (1993). A sua grande oportunidade surgiu com Sling Blade (O Arremesso, 1996), onde assumiu a tripla função de ator, realizador e argumentista. Neste filme, Thornton desempenhou de forma magistral o papel de um deficiente mental que é solto da prisão, após ter sido condenado a uma pena de vinte anos pela morte da mãe. Para ajudar à sua reintegração na sociedade, estabelece uma sólida relação de amizade com uma criança. O filme construiu-se a partir de uma história simples, mas a rigorosa caracterização dramática das diversas personagens ajudou ao êxito junto da crítica e do público. Thornton venceu o Óscar para Melhor Argumento Adaptado e recebeu uma nomeação para o Óscar de melhor ator. A partir daí, foi presença constante em grandes produções como Primary Colours (Escândalos na Presidência, 1998), Armageddon (1998) e A Simple Plan (O Plano, 1998). Paralelamente, iniciou um mediático idílio com a atriz Angelina Jolie, com quem casou em 2000. Constantemente requisitado para interpretar papéis dramáticos devido à sua versatilidade e capacidade de introspeção, o ator colecionou desempenhos enérgicos em The Man Who Wasn't There (O Barbeiro, 2001), Bandits (Bandidos, 2001) e Monster's Ball (Depois do Ódio, 2001). Em 2002, anunciou o seu divórcio de Jolie.
Cartaz de "The Man Who Wasn´t There" (O Barbeiro, 2001), um filme dos irmãos Coen no qual participaram, entre outros, Billy Bob Thornton e Frances MacDormand
Pormenor de um dos cartazes de "The Man Who Wasn´t There" (O Barbeiro), um filme dos Coen no qual participaram Frances McDormand e Billy Bob Thornton
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Billy Bob Thornton na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 12:04:36]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros