Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

calor

O calor define-se como sendo o processo de transferência de energia de um corpo, ou sistema, para outro como resultado de uma diferença de temperatura.
Até ao século XVIII, com base nas experiências realizadas com misturas, considerava-se o calor como um material sem peso e que este se transmitia pelo contacto entre dois corpos. No entanto, esta suposição não durou muito tempo.
Em 1798, o conde americano G. Rumford (1753-1814) observou, na fundição de canhões, em Munique, o seguinte fenómeno: os orifícios dos canhões eram torneados com os canhões submersos em água e durante o processo de perfuração originava-se uma quantidade de calor tal que a água entrava em ebulição.
A transpiração é um processo desencadeado para contrariar a elevação de temperatura do organismo
Fornecimento de calor através da chama de uma lamparina de álcool
Em 1842, o médico Julius Robert Meyer (1814-1878) afirmou que o calor podia ser gerado pelo trabalho mecânico e que, consequentemente, era apenas mais uma forma de energia.
Alguns anos mais tarde o físico inglês James Prescott Joule conseguiu medir diretamente o aumento da temperatura que se produz num líquido quando se transforma uma certa quantidade de trabalho em energia térmica, devido ao atrito.
Desta forma, Joule determinou a quantidade de calor que se gerava por agitação, fornecendo uma quantidade conhecida de trabalho.
Aproximadamente na mesma época, o físico alemão Hermann von Helmholtz (1821-1894) chegou à mesma conclusão partindo da experiência que mostrava que era impossível gerar trabalho a partir do nada, e deduziu que entre o calor e o trabalho existia uma relação invariável.
À quantidade de energia térmica de um corpo dá-se a designação de energia interna. Quando um corpo varia a sua temperatura, ocorre uma variação da energia interna, a qual é dada pela primeira lei da termodinâmica, que relaciona o calor absorvido por um corpo, e o trabalho realizado na vizinhança do sistema.
Quando se colocam dois corpos que se encontram a diferentes temperaturas em contacto o que acontece é que o corpo mais frio aquece e o corpo mais quente arrefece.
As partículas do corpo mais quente transferem energia às partículas do corpo mais frio. A energia interna das partículas do corpo mais quente diminui, e o corpo arrefece, enquanto que a energia interna das partículas do corpo frio aumenta, e o corpo aquece.
Esta transferência de energia ocorre até ao momento em que a temperatura dos dois corpos se iguala.
Nesse momento a transmissão de calor para e diz-se que se atingiu o equilíbrio térmico.
À energia transferida espontaneamente entre dois sistemas, devido à diferença das suas temperaturas, é que se designa por calor.
A unidade do Sistema Internacional de Unidades (S.I.) é o joule, cujo símbolo é J. No entanto o calor também pode vir expresso em calorias (cal).
A energia transferida para um corpo sob a forma de calor depende da massa do corpo, da variação de temperatura que o corpo sofre e da substância que constitui o corpo.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – calor na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-04 13:25:15]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais