Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

< voltar
< 1 min

Canções da Tarde

Obra precedida de uma carta do visconde de Juromenha, primo do autor, e outra de António Xavier Rodrigues Cordeiro, seu antigo companheiro do Trovador, dedicada a António Pereira da Cunha. Nessa dedicatória, o autor classifica as suas composições de "canções da minha tarde da vida" (numa clara alusão ao "outono" da vida das Folhas Caídas de Almeida Garrett) e explica a subdivisão da obra em duas partes: "Últimos reflexos", que reúne poesias de temática amorosa, e "Horas vagas de Buarcos", em que à displicência sugerida pelo título corresponde a variedade temática: sátiras, poemas de circunstância, imitações. A obra é acompanhada de um poema de Sebastião Pereira da Cunha dedicado ao autor e ainda de extratos da imprensa noticiando a publicação do livro.
Bulhão Pato
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Canções da Tarde na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-19 23:08:11]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais