NOVOS DICIONÁRIOS DE SUECO
Livros e Autores

Weyward

Emilia Hart

O perigo de estar no meu perfeito juízo

Rosa Montero

Os segredos de Juvenal Papisco

Bruno Paixão

Bom português

gratuito ou gratuíto?

ver mais

isenção ou insenção?

ver mais

precariedade ou precaridade?

ver mais

moinho ou moínho?

ver mais

verosímil ou verosímel?

ver mais

convalescença ou convalescência?

ver mais

incerto ou inserto?

ver mais

bolos-reis ou bolos-rei?

ver mais

< voltar
< 1 min

Cândido Guerreiro

Escritor português nascido a 3 de dezembro de 1871, em Alte, no Algarve, e falecido a 11 de março de 1953, em Lisboa. Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, exerceu o cargo de notário em Loulé e em Faro e foi presidente da Câmara Municipal de Loulé. Abrangendo o final do século XIX e a primeira metade do século XX, a sua obra poética reflete várias tendências estéticas: o Parnasianismo, presente em Rosas desfolhadas e Pétalas (coletâneas de 1895 e 1897, respetivamente); o Simbolismo-Decadentismo dos Sonetos (1904; 2.ª ed., 1916), à mistura com influências de Antero de Quental e de um misticismo próximo da corrente da Renascença Portuguesa; o nacionalismo de Promontório sacro (1929); o erotismo vagamente orientalista das suas últimas poesias, recolhidas em Sulamite (1945).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Cândido Guerreiro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2023-06-07 10:38:00]. Disponível em
Livros e Autores

Weyward

Emilia Hart

O perigo de estar no meu perfeito juízo

Rosa Montero

Os segredos de Juvenal Papisco

Bruno Paixão

Bom português

gratuito ou gratuíto?

ver mais

isenção ou insenção?

ver mais

precariedade ou precaridade?

ver mais

moinho ou moínho?

ver mais

verosímil ou verosímel?

ver mais

convalescença ou convalescência?

ver mais

incerto ou inserto?

ver mais

bolos-reis ou bolos-rei?

ver mais