Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Cantanhede

Aspetos Geográficos
O concelho de Cantanhede, do distrito de Coimbra, é limitado a norte pelos concelhos de Vagos, Oliveira do Bairro e Anadia, todos do distrito de Aveiro; a este pelo da Mealhada, do distrito de Aveiro; a sul pelos de Montemor-o-Velho e Figueira da Foz; a noroeste pelo de Mira e a sudeste pelo de Coimbra, e ainda a oeste pelo oceano Atlântico. É um dos concelhos mais vastos da Beira Litoral e divide-se em três sub-regiões - Bairrada, Gândara e Baixo Mondego -. A Bairrada tem uma topografia mais acidentada, com um solo mais argiloso, ótimo para a produção de vinho. Nas freguesias da região de Gândara existe uma rede hidrográfica abundante em terrenos calcários, sendo importante "Olhos da Fervença", que é um rio subterrâneo que alimenta a lagoa de Mira, a barrinha da Praia de Mira e daí a ria de Aveiro.
Com uma área de 391,1 km2, subdivide-se em 19 freguesias: Ançã, Bolho, Cadima, Cantanhede, Cordinhã, Covões, Febres, Murtede, Ourentã, Outil, Pocariça, Portunhos, Sepins, Tocha, São Caetano, Corticeiro de Cima, Vilamar, Sanguinheira e Camarneira.
Estátua equestre do 1º Marques de Marialva , em Cantanhede
Lagoa da Vela, na Tocha, uma freguesia do concelho de Cantanhede
Brasão do concelho de Cantanhede
Paços do concelho de Cantanhede
Casa de praia na Tocha, no concelho de Cantanhede
Em 2005, o concelho apresentava 38 349 habitantes.
O natural ou habitante de Cantanhede denomina-se cantanhedense.
História e Monumentos
As terras de Cantanhede foram fortificadas, no ano de 1080, por D. Sesnando, Governador de Coimbra. Recebeu foral manuelino em 1514.
A Vila de Cantanhede foi elevada à categoria de cidade a 16 de agosto de 1991.
Do património arquitetónico fazem parte a Igreja Matriz de S. Pedro, construída nos séculos XVI/XVII e onde jazem os túmulos da família Meneses, Condes de Cantanhede; o Convento de Nossa Sra. da Conceição, mandado construir em 1675 por D. António Meneses, do qual apenas resistiu a igreja, do século XVIII; a Casa do Capitão-Mor, mandada construir por João Henriques de Castro, no século XVII; a Igreja Matriz de Nossa Sra. da Tocha, do século XVI-XVII, e a Capela de Sto. Amaro, do século XVI.
Tradições, Lendas e Curiosidades
No concelho realizam-se várias feiras e festas, como a Feira de Gastronomia e Artesanato "Tapas e Papas", realizada na semana do mês de julho que inclui o dia 25, e a EXPOTOCHA, realizada na semana do mês de julho que inclui o dia 9.
Como feiras quinzenais, são de destacar a de Cantanhede, a 6 e 20 de cada mês, e a de Tocha, nos dias 14 e 27 de cada mês. Como mercados semanais podem referir-se vários, como o de Cantanhede, no Mercado da Flor, aos sábados de manhã, e o da Tocha, aos domingos de manhã.
De todas as festas realizadas no concelho, são de referir: a 15 de janeiro, a de Sto. Amaro; no primeiro domingo de maio, a de S. Jorge; a 23 e 24 de junho, as de S. João na Tocha; e na última semana de agosto, a das Vindimas, em Vilamar.
Como tradição é de destacar a de "Cepo Bento", a 24 de dezembro, onde os rapazes fazem uma fogueira e várias pessoas confraternizam à sua volta; o cepo que restar da fogueira só será utilizado novamente para acalmar a trovoada.
Como curiosidade será de mencionar que a freguesia de Ançã é uma das referências do concelho, devido às suas pedreiras de calcário, ótimo para trabalhos artísticos. Juntamente com a escultura, a pintura é também uma das atividades artísticas e artesanais do concelho.
A nível do artesanato destacam-se ainda: o calçado artesanal (tamancos); a cestaria; a tanoaria e latoaria e a funilaria.
O feriado municipal é a 25 de julho, que coincide com a semana em que se realiza a EXPOFACIC (Feira Agrícola, Comercial e Industrial de Cantanhede) e com as festas de S. Tiago.
É também curioso saber que foi em Cantanhede que D. Pedro I declarou ter casado com Inês de Castro.
Economia
Cantanhede é um concelho onde, curiosamente, o setor primário tem um peso significativo na estrutura económica local, empregando uma parte significativa da população ativa do concelho. A agricultura e a floresta são as fontes de riqueza mais importantes do concelho, que está integrado na Região Demarcada da Bairrada, assumindo-se como um grande produtor de vinho, no contexto da produção regional e nacional. As produções do leite e da batata são outras fontes económicas de destaque.
É um dos concelhos do distrito de Coimbra em que a indústria tem menos importância, não atingindo sequer os 30% da recetividade da população ativa. Por último, o setor terciário é o que ocupa a maior percentagem da população ativa deste concelho, com aproximadamente 38%.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Cantanhede na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-19 11:32:28]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros