Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Carlos Avilez

Ator e encenador português, de nome verdadeiro Carlos Vítor Machado, nascido em 1937. Após uma colaboração com o Teatro Experimental de Lisboa e com o Teatro Universitário, estreou-se profissionalmente, em 1956, como ator, na Companhia do Teatro Nacional com a peça Santa Joana de Bernard Shaw. Iniciou então uma carreira que tomaria várias facetas, através da participação no cinema, na rádio e na televisão, apesar de se ter distinguido mais no teatro, encenando obras como A Casa de Bernarda Alba (1966), de Garcia Lorca, Oh, Que Delícia de Coisa (1968), de Miguel Gila, Felizardo e Companhia, Modas e Confeções (1978), de Eduardo Schwalbach, Crime da Aldeia Velha (1996), de Bernardo Santareno, Dama das Camélias (1997), de Alexandre Dumas, D. Quixote (1997), de Ivez Javiaque e Frei Luís de Sousa (1999), de Almeida Garrett. Foi também dramaturgo, tendo assinado a autoria da peça Se Amanhã Fosse Hoje (1958). Trabalhou em várias companhias, entre as quais as do Teatro Villaret, do Teatro Experimental do Porto, do Teatro Maria Matos e do Teatro Nacional Dona Maria II, tendo dirigido esta última entre 1994 e 2000. Foi também o principal encenador da representação portuguesa na Expo-70 em Osaka, tendo também sido um dos fundadores da Companhia do Teatro Experimental de Cascais, em 1965.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Carlos Avilez na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-27 11:18:17]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros