Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

< voltar
< 1 min

Carlos Malheiro Dias

Escritor português, da escola naturalista, nascido em 1875, no Porto, e falecido em 1941, em Lisboa. Licenciado em Letras pela Universidade de Lisboa, foi defensor convicto da causa monárquica, tanto em Portugal como no Brasil, onde publicou as suas primeiras obras de ficção. Ocupou alguns cargos políticos no Porto. Da sua vasta obra destacam-se Cenários - Fantasias sobre a História Antiga (1894), O Estado Atual da Causa Monárquica (1913), Exortação à Mocidade (1924) e O Piedoso e o Desejado (1925). A investigação historiográfica História da Colonização Portuguesa no Brasil (1921-24) é também digna de registo.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Carlos Malheiro Dias na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-03 13:21:36]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais