Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Carlos Melancia

Político, governante e gestor português, Carlos Montez Melancia nasceu em 1927.
Depois de se licenciar em Engenharia, Carlos Melancia destacou-se como gestor. No entanto, em 1976, dedicou-se ativamente à política, surgindo ligado ao Partido Socialista e, particularmente, a Mário Soares.
Em julho de 1976, assumiu funções como Secretário de Estado da Indústria Pesada do I Governo Constitucional, cargo que desempenhou até 25 de março de 1977. Nesta data, passou a Secretário de Estado da Coordenação Económica, do mesmo Governo. Esteve em funções até dezembro desse ano.
Quando foi formado o II Governo Constitucional, Carlos Melancia voltou a ser chamado, subindo desta vez a ministro com a pasta da Indústria e Tecnologia. No entanto, só esteve em funções durante seis meses, entre 30 de janeiro de 1978 e 28 de julho do mesmo ano.
Cerca de cinco anos depois, Melancia regressou à governação, desta feita como ministro do Mar, cargo desempenhado no IX Governo Constitucional entre junho de 1983 e fevereiro de 1985. A 15 de fevereiro deste mesmo ano, trocou a pasta do Mar pela do Equipamento Social, onde acabou por só estar cinco meses.
Regressou à sua atividade de gestor, mas em 1987 acabou por ser convidado para Governador de Macau, tendo sido empossado nesse ano por Mário Soares. Melancia substituiu no cargo o governador Pinto Machado. Enquanto governador de Macau apostou na criação de grandes infraestruturas e no desenvolvimento da segurança social.
No entanto, em 1989 alguma imprensa portuguesa, levantou suspeitas de corrupção por parte de Carlos Melancia. A 27 de setembro desse ano, Carlos Melancia solicitou a exoneração do seu cargo, sendo substituído por Murteira Nabo.
Entretanto, o Ministério Público investigou o caso e culpablizou Melancia, decidindo acusar o antigo governador de corrupção passiva. Carlos Melancia foi julgado mas nada ficou provado, tendo sido absolvido em janeiro de 1994.
O Ministério Público recorreu, mas em outubro de 2002 o Supremo Tribunal de Justiça indeferiu os dois recursos interpostos, dando por encerrado o processo judicial.
Melancia já havia voltado, entretanto, à atividade de gestor e empresário.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Carlos Melancia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-16 11:41:01]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros