Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Castelo da Amieira

Numa das onze vilas que o priorado da ordem Hospitalária de S. João de Jerusalém detinha nesta região, a da Amieira, pela sua posição estratégica sobre o rio Tejo e proximidade da fronteira, foi mandado construir um poderoso castelo em meados do século XIV.
Sob a direção de D. Álvaro Gonçalves Pereira, pai do futuro Condestável, a construção da fortaleza deve igualmente ter sido auxiliada monetariamente por el-rei D. Afonso IV e, na orientação de algumas obras, pelo seu filho D. Pedro Pereira. As obras arrastaram-se por alguns anos não estando ainda concluídas em 1359, como se depreende de uma carta régia enviada nessa data a D. Álvaro.
A estrutura do castelo compõe-se de um extenso recinto retangular muralhado - guarnecido nos ângulos por quatro grandes torres e pela torre de menagem, de maior vulto - e a barbacã, constituída por poderosos muros ameados.
O primeiro cerco que este Castelo sofreu data de 1440, aquando das dissensões entre D. Leonor, princesa de Aragão, e o infante D. Pedro. A princesa retira-se, sob a cumplicidade do prior Nuno de Góis, para o Crato, no intento de fazer intervir a seu favor o poder militar de Castela. Perante tal rebeldia D. Pedro ordena a ocupação dos castelos do priorado, naquela zona raiana, incumbindo D. Álvaro Vaz de Almada, conde de Abranches, de acometer o Castelo da Amieira.
Incapazes de oferecer resistência os castelos renderam-se, o prior do Crato e D. Leonor puseram-se em fuga e a paz foi restabelecida. À frente do Castelo da Amieira surge então Pedro Rodrigues de Castro, não voltando esta fortificação a sofrer alguma ação bélica.
Desta apatia militar resultaram dois aspetos que convém realçar. Por um lado permitiu que a fortificação chegasse até aos nossos dias sem grandes alterações, isto é, com a autenticidade de um castelo do século XIV. Um outro aspeto, intimamente relacionado com o primeiro, advém do facto de não ter sido necessário proceder a grandes obras ao longo dos séculos votando-o, de certa forma, a algum abandono.
De todas as maneiras, conhecem-se algumas obras de beneficiação levadas a cabo pelos monarcas portugueses: a recuperação de alguns muros por D. João II, as obras de maior vulto de D. Manuel, e, na altura da Restauração, provavelmente por receio da instabilidade então vivida, a construção de casas de habitação no interior do castelo. Estariam já abandonadas e semidestruídas em 1747, segundo o padre Luí Cardoso.
Há ainda que referir a construção de uma igreja, de invocação a S. João, no século XVI.
A ação do tempo encarregou-se do que veio depois, ou seja a apropriação, por parte de particulares, dos terrenos livres da barbacã para plantação de árvores de fruto, para a construção pocilgas, de casebres, etc., e, por fim, a transformação da praça de armas em cemitério, possivelmente depois de 1846, quando se publica o decreto que proíbe os enterramentos nas igrejas.
Nos anos 20 do século XX, o Castelo da Amieira transita para o Ministério da Guerra. A Junta de Freguesia obtém então um contrato de arrendamento que lhe permitiu usufruir deste monumento.
Em meados do mesmo século o Estado Português recuperou a fortificação tentando restituir-lhe a dignidade que o tempo foi consumindo.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Castelo da Amieira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-25 21:27:11]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros