Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Castelo de Monforte de Rio Livre

Junto da Ribeira de Águas Livres, num outeiro escarpado de excelentes condições naturais de defesa, ergue-se o castelo de Monforte de Rio Livre.
Não se sabe ao certo quando foi construído. É possível, dada a sua posição em relação à via romana Astorga/Braga, que este morro tenha conhecido um povoamento pré-medieval. É certo, contudo, que aqui já se erguia uma fortaleza que foi tomada por D. Afonso Henriques em 1139. Seria reconstruída por essa altura bem como posteriormente no tempo de Afonso III, a quem se deve o primeiro foral.
Teriam surtido efeito estes e outros esforços ainda mal conhecidos, pois D. Dinis procede as obras de vulto ampliando a cerca da vila, que denuncia um crescimento demográfico considerável, e reforçando a defesa do castelo com a construção da torre de menagem bem como de mais três torres de reforço ao pano das muralhas.
A torre de menagem que chegou aos nossos dias é um edifício de planta quadrangular, de aparelho regular em granito, cujo acesso se processa pelo adarve. Destaca-se, entre as poucas fenestrações que rasgam a torre, uma janela geminada de duplo arco gótico. O conjunto de mísulas que rodeiam o seu topo testemunham a existência de um poderoso balcão, possivelmente construído já no século XV ou XVI.
A constante preocupação dos monarcas portugueses em manter estes pontos habitados leva D. João I a declarar a vila couto de homiziados, salvo para traidores ou aleivosos.
Uma planta do século XVIII documenta o estado de ruína desta fortificação sobretudo no que diz respeito aos quartéis da cavalaria. Habitariam a vila cerca de 381 habitantes, número que tendeu a reduzir-se ao longo dos tempos. Em inícios do século XIX, fruto de um conjunto nacional de obras de beneficiação das fortificações, foi artilhada com quatro praças. Mas o seu destino militar estava traçado. A evolutiva perda de importância deste ponto outrora primordial na defesa da fronteira portuguesa culmina com a sua despromoção como vila e como sede de freguesia.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Castelo de Monforte de Rio Livre na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-30 16:33:37]. Disponível em
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Castelo de Monforte de Rio Livre na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-30 16:33:37]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais