Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Charles Baxter

Escritor norte-americano, Charles Baxter nasceu no ano de 1947 em Minneapolis. O seu pai, um mediador de seguros, faleceu, vítima de uma paragem cardíaca, quando Charles contava apenas ano e meio de idade. A sua mãe tornou a casar, desta vez com um advogado abastado, mudando-se com os filhos para uma propriedade imensa na orla de um lago perto de Excelsior.
O seu padastro era um homem austero que procurava, como muitos norte-americanos da sua posição social, viver a vida de um gentleman rural inglês. Possuidor de uma extensíssima biblioteca de primeiras edições, era grande admirador da obra de Nietzsche.
Assim, Charles Baxter cresceu rodeado de cavalos e criadagem. Mas a ausência de vizinhos nas redondezas da propriedade do seu padrasto contribuiu para que ocupasse os seus tempos livres com a leitura.
Terminando os seus estudos secundários, ingressou no Macalester College, uma pequena escola superior artística liberal em St. Paul, no estado do Minnesota, onde foi editor da revista literária académica.
Passou depois a trabalhar como professor do ensino secundário em Pinconning, no Michigan, função que desempenhou durante um ano, até ser admitido na Universidade de Buffalo como candidato a doutoramento. Apresentou a sua tese em 1974, altura em que ocupou um cargo docente na Universidade Estatal Wayne de Detroit.
Após uma série de tentativas no domínio da poesia, Baxter tentou a prosa. Em 1984 publicou a sua primeira coletânea de contos, com o título Harmony Of The World, obra que foi galardoada com vários prémios literários, figurando em algumas antologias do género.
Seguiu-se uma outra compilação de contos, Through The Safety Net, que continha o célebre "Gryphon", a história de uma professora substituta excêntrica que confunde os alunos com os seus conhecimentos esotéricos de mitologia e superstição.
Em 1987 apareceu o seu primeiro romance, First Light, no qual Baxter contava a história de um vendedor de automóveis e da sua irmã, uma astrofísica. No género, publicou também Shadow Play (1993) e The Feast of Love (2000).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Charles Baxter na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-15 17:36:36]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais