Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Chipre

Geografia
País insular do mar Mediterrâneo. Situada na parte oriental do mar Mediterrâneo, a sul da Turquia e a oeste da Síria, a ilha de Chipre possui uma área de 9 250 km2, o que a torna na terceira maior ilha do Mediterrâneo. As principais cidades urbanos são Nicósia, a capital, com 200 700 habitantes (2004), Limassol (151 400 hab.) (2004) e Larnaca (48 900 hab.) (2004). O país encontra-se dividido em dois setores: a República de Chipre (cipriotas gregos), no Sul, e a República Turca do Norte de Chipre (cipriotas turcos).
Clima
Estátua em homenagem ao Arcebispo Macário III, Nicósia, Chipre
Hotel sobre o Mediterrâneo, em Limassol, Chipre
Bandeira do Chipre
Tumba dos Reis, Nea Paphos, Chipre
O clima é mediterrânico, mas apresenta variações de acordo com o relevo e a proximidade do mar. Nas montanhas, torna-se mais húmido e frio, chegando mesmo a nevar durante o inverno.
Economia
O Chipre tem uma economia baseada, sobretudo, no comércio e na indústria. O turismo proporciona ao país uma grande fonte de divisas. A agricultura desenvolveu-se graças à irrigação, o que permitiu a introdução dos citrinos, para além de já serem cultivados a batata, a uva, o milho, a cevada, a alfarroba e o tabaco. A indústria extrativa encontra-se bem desenvolvida e produz a pedra de cal, a marga, o gesso, o mármore, o asbesto, a pirite e o crómio. A indústria abrange a refinação de petróleo e a produção de materiais de construção, vinho, cerveja, calçado, vestuário e cigarros. Os produtos exportados são os artigos de vestuário, o calçado, a batata, os citrinos, a alfarroba e o tabaco. No setor cipriota grego, os principais parceiros comerciais são os Estados Unidos da América, o Reino Unido, a Grécia e a Bulgária; no setor cipriota turco, as trocas comerciais fazem-se maioritariamente com a Turquia.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita, (toneladas métricas,1999) é de 8,0.
População
A população é de 784 301 habitantes (2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 84,34 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 12,56%o e 7,68%o (2006). A esperança média de vida é de 77,82 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,891 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,886 (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 852 000 habitantes. As etnias principais do país são a grega, com 79%, e a turca, com 19%. As religiões com a maior expressão são a ortodoxa grega, com 76%, e a muçulmana, com 19%. As línguas oficiais são o grego e o turco.
História
Em 1191, durante uma cruzada à Terra Santa, o rei Ricardo I da Inglaterra conquistou a ilha e concedeu-a ao rei Guy de Lusignan de Jerusalém. Imediatamente foi criada uma monarquia feudal que se prolongou até à Idade Média. Algum tempo depois, os mercadores de Génova e de Veneza passaram a controlar o comércio da ilha até ao século XV, altura em que se tornou parte do Império Veneziano. Em 1573, os turcos otomanos tomaram Chipre e instauraram um arcebispado.
No início do século XIX começaram sérias revoltas na ilha. Em 1878, os britânicos assumiram o controlo do território, depois da autorização do sultão turco que continuou a ser o soberano do Chipre. Mas, com a Primeira Guerra Mundial, a Inglaterra anexou a ilha e, em 1915, ofereceu-a à Grécia. Em 1924, tornou-se uma colónia da coroa britânica. Depois da Segunda Guerra Mundial, surgiu um movimento grego cipriota que se acentuou com atos de terrorismo contra os opositores britânicos e cipriotas. Em 1960 o Chipre tornou-se independente, mas a violência continuou. Em 1974, a Guarda Nacional do Chipre levou a cabo um golpe de estado. As forças turcas invadiram o território e, um mês depois, passou a controlar o norte da ilha. Os cipriotas turcos formaram governo, embora apenas reconhecido pela Turquia, e a zona sul permaneceu sob o controlo grego. A partir de meados da década de 1980 iniciaram-se conversações acerca da reunificação, embora nunca tenham tido sucesso.
Chipre aderiu formalmente à União Europeia no dia 1 de maio de 2004 numa cerimónia realizada em Dublin.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Chipre na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-29 06:10:57]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros