Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

código Morse

Réplica do alfabeto baseada em pontos e traços, inventada por Samuel Morse. Morse estudou Física e Química na Universidade de Yale, tendo abandonado estes estudos para se dedicar à pintura, que estudou em Londres, na Real Academia. Notabilizou-se como pintor mas apesar disso, sem conseguir meios de subsistência, regressou aos Estados Unidos da América onde exibiu o seu primeiro invento, uma bomba de água.

Voltou ainda à Europa e, quando regressava de novo ao seu país, conheceu, no barco, Charles Jackson que lhe deu a conhecer os seus estudos sobre a eletricidade e o magnetismo (em outubro de 1832). Desta conversa viria a resultar, em 1835, a invenção do chamado telégrafo de Morse que permitia comunicar, através de impulsos elétricos, a longas distâncias. Foi para tornar viável este tipo de comunicação que Morse criou o código que leva o seu nome.
Telégrafo, transmissor de código morse
Samuel Morse, inventor do "código Morse"

Os pontos e os traços, que formam as unidades básicas que permitem estabelecer a comunicação deste sistema de comunicação, são transmitidos por impulsos elétricos gravados numa tira de papel ou transformados em som ou luz. O ponto tem a duração de cerca de 1/25 segundos e o traço é um sinal ininterrupto com a duração de três pontos. Os sinais que formam cada letra são separados pelo espaço equivalente a um ponto; as letras, que formam a palavra, separam-se pelo espaço que equivale a um traço (três pontos) e as palavras são separadas pelo espaço que equivale a cinco pontos. Assim, surge, por exemplo, o "a" representado por um ponto e um traço, um "b" por um traço e três pontos.

Para além desta significação alfabética Morse criou também a indispensável pontuação: por exemplo o ponto final vale dois pontos mais dois pontos mais dois pontos, uma vírgula vale um ponto um traço um ponto um traço um ponto e um traço. Também os algarismos aparecem significados neste código: o 1 é representado por um ponto e quatro traços, o 2 por dois pontos e três traços.

A invenção deste tipo de comunicação e do telégrafo foi muito importante para os ingleses durante a Guerra da Crimeia e para os americanos durante a Guerra Civil Americana. O código morse foi muito usado e era essencial nas comunicações em alto mar ou intercontinentais, contudo, com os novos modos de comunicação do século XX este código começou a cair em desuso.

Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – código Morse na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-12 10:12:15]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais