Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Conde de Abranhos

Personagem central da obra póstuma de Eça de Queirós intitulada Conde de Abranhos (1925), representa o político imbecil, oportunista e hipócrita. O seu percurso ascendente, desde a altura em que, estudante em Coimbra, consegue benesses junto de um lente depois de denunciar um colega por carta anónima, até ao momento em que, já deputado, trai o seu partido transitando para a oposição, passando pelo casamento de conveniência através do qual obtém uma cadeira em São Bento, é o do arrivista sem inteligência e sem escrúpulos. Abranhos incarna, assim, os vícios do sistema constitucional.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Conde de Abranhos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-04 10:54:51]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais