Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Cristóbal Balenciaga

Estilista espanhol nascido a 21 de janeiro de 1895, na localidade basca de Guetaria, e falecido em 1972. Foi-lhe atribuído o título de "arquiteto do vestido", dada a perfeição com que elaborava os seus vestidos.
Na sua juventude, aprendeu costura com a mãe e o jeito demonstrado para esta atividade levou uma marquesa a apostar em Cristóbal, pagando-lhe os estudos de estilismo em Paris. Paralelamente, financiou a abertura, em 1915, da sua primeira loja de alta-costura, situada na cidade de San Sebastian, para onde o estilista se tinha mudado aos 16 anos. Nascia, assim, a casa Balenciaga. Depois de ter dedicado algum tempo a vender roupa, que comprava em armazéns, abriu uma loja chamada Eisa, o nome da sua mãe, que viria a ter filiais em Barcelona e Madrid. No entanto, em 1937 fugiu à Guerra Civil de Espanha, fechou os seus estabelecimentos e com o apoio financeiro de algumas das suas clientes mudou-se para Paris, onde abriu, com grande sucesso, uma casa de moda. A elegante precisão das suas peças foi a base do êxito de Balenciaga. A partir de 1946, começou a fazer vestidos que viriam a ser os precursores do estilo new look implantado por Christian Dior na década de 50. Lançou também o primeiro perfume com a marca Balenciaga, chamado "Le Dix", que acabou por voltar a dar-lhe a desejada estabilidade financeira. Ainda nesta época, tornou-se o primeiro costureiro a nível mundial a usar materiais sintéticos e tecidos estampados com leopardos e répteis. Desde 1951, Balenciaga preparava o seu novo estilo, de cintas mais caídas, que contudo só teve a aceitação total em finais da década de 50. Em 1957, criou o estilo baby doll, uma das suas maiores contribuições para o mundo da moda. Entretanto, o estilista basco nunca deixou de experimentar novos tecidos, assim como a construção do espaço interior dos vestidos, que pareciam flutuar. A preferência por formas curvilíneas foi seguida por várias estilistas que se iniciavam na época e que passaram como aprendizes pelo seu atelier, como foi o caso de Givenchy, Courréges, Ungaro e de la Renta. A partir de 1968, a carreira de Balenciaga entrou em declínio. Incapaz de sacrificar a qualidade artesanal das suas criações, optou por fechar o estabelecimento em Paris, mantendo apenas a linha de perfumes. Quatro anos mais tarde, a 23 de março de 1972, Cristobal Balenciaga faleceu em Javea, depois de ao longo da sua vida ter vestido personalidades como Marlene Dietrich e Helena Rubinstein.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Cristóbal Balenciaga na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-30 20:54:04]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais