Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

D. Berengária

Esta infanta de Portugal, filha de D. Sancho I e de D. Dulce de Aragão, pode também aparecer sob o nome de Berenguela. Nascida por volta de 1195, educada no mosteiro cisterciense feminino de Lorvão, perto de Coimbra, como aconteceu com uma sua irmã, casou-se Berengária com o rei Valdemar II da Dinamarca em 1214. Veio a falecer no dia 1 de abril de 1220, na Dinamarca. Do casamento com o rei Valdemar teve três filhos e uma filha - Cristóvão, Eurico, Abel e Sofia -, que reinaram na Dinamarca.
Um antropólogo dinamarquês, C. C. Hansen, fez um estudo sobre os crânios desta rainha e de uma filha de D. Afonso II, D. Leonor, que foi posteriormente casada com o rei Valdemar III da Dinamarca. Este estudo está descrito numa obra do mesmo autor intitulada De aeldeste Kongegrave of Bispgrave i Roskilde Domkirke (tradução livre em português, Os Antigos Reis e Bispos Sepultados na Catedral de Roskilde, esta a antiga cidade real dinamarquesa).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – D. Berengária na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-25 02:13:39]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais