Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

dedução

Dedução tem a sua origem no latim deductione, que significa "conduzir" ou "extrair".
Consiste num processo de raciocínio, em que numa afirmação a conclusão é alcançada a partir de um conjunto de premissas em consequência de regras lógicas ou "regras de inferência".
A dedução identifica-se com o silogismo, segundo a definição dada por Aristóteles: "Raciocínio segundo o qual, postas certas coisas, outra diferente se lhes segue necessariamente, só pelo facto de serem postas". No silogismo existe a necessidade de consequência, tal como na dedução.
Descartes distingue a dedução, que pressupõe a elaboração de um raciocínio, da indução ou intuição, graças à qual se compreende intuitivamente as verdades evidentes. Assim, o que as distingue é o facto da dedução se realizar sempre no plano puramente inteligível, ao contrário da indução, que vai do sensível ao inteligível.
Kant utiliza a expressão "dedução transcendental" para afirmar que é possível explicar como os conceitos puros, isto é, a priori da razão, têm um valor objetivo e desempenham o papel de princípios no conhecimento científico da Natureza. Esta dedução transcendental difere da dedução simplesmente empírica, que provém da experiência e da reflexão e de uma explicação concreta.
Existe ainda a dedução metafísica que se caracteriza por ser um exame das funções lógicas do pensamento, segundo o qual existem certas formas a priori de síntese que pertencem à própria constituição do entendimento, ao seu simples mecanismo puramente formal.
A dedução utiliza-se em todas as ciências, apesar de ser primordial na lógica e na matemática.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – dedução na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-29 05:44:37]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros